fbpx

Médico 24 horas: entenda como a telemedicina revolucionou o serviço

por eDialog / Há 11 meses
Médico 24 horas: entenda como a telemedicina revolucionou o serviço

Ter um médico 24 horas disponível é uma prática frequente em instituições de saúde. Nesse caso, uma equipe de profissionais irá se revezar em turnos para atender as demandas a qualquer hora do dia ou da noite.

A telemedicina e suas vertentes chegaram para revolucionar esse serviço, tornando-o mais cômodo para médicos e pacientes, além de proporcionar benefícios como a democratização do acesso à saúde, redução de custos operacionais, entre outros.

Ao longo deste artigo abordaremos as características do atendimento médico 24h. Continue lendo e confira:

  • O que é um médico 24 horas?
  • O que a telemedicina trouxe de inovação para o atendimento em saúde?
  • Dúvidas comuns sobre o atendimento médico 24 horas
  • Como a Mais Laudo pode ajudar?

O que é um médico 24 horas?

O serviço de uma clínica médica 24 horas atua com a disponibilização a qualquer hora do dia de profissionais para realizar avaliações de saúde, que podem ser emergenciais ou não. Essa modalidade pode ser oferecida tanto presencialmente, quanto remotamente. Falaremos sobre cada uma delas a seguir.

Atendimento médico presencial 24 horas

A modalidade de atendimento médico 24 horas geralmente é fornecida por clínicas, prontos-socorros e hospitais que operam ininterruptamente. Esses estabelecimentos contam com médicos e profissionais de saúde disponíveis em diferentes especialidades, garantindo que os pacientes possam receber cuidados médicos adequados a qualquer hora.

Os pacientes podem procurar atendimento médico presencial 24 horas em casos de emergências como acidentes, infarto ou situações que demandam atenção imediata.

Também é possível buscar atendimento para questões de saúde não emergenciais, como consultas de rotina ou avaliação de sintomas. Nesses locais, os pacientes podem passar por exames físicos e receber medicação.

Atendimento médico online 24 horas

O atendimento médico online 24 horas é oferecido por meio de plataformas de telemedicina, que conectam pacientes e médicos por meio de consultas virtuais.

Os pacientes podem acessar esses serviços através de aplicativos ou sites, e agendar uma teleconsulta ou solicitar uma consulta imediata, dependendo do serviço e da disponibilidade dos médicos.

Nesse modelo, os médicos podem avaliar os sintomas do paciente através da anamnese médica, fornecer orientações, solicitar exames e prescrever medicações de forma remota.

É importante ressaltar que o atendimento médico online 24 horas é mais adequado para situações não emergenciais, como consultas de rotina, acompanhamento de doenças crônicas e triagem inicial de sintomas.

– Leia também: Ser um médico virtual é o futuro da medicina?

O que a telemedicina trouxe de inovação para o atendimento em saúde?

A telemedicina trouxe várias inovações para a área da saúde, melhorando o acesso ao atendimento médico, reduzindo custos e oferecendo novas oportunidades de cuidados aos pacientes.

Abaixo listamos algumas das principais vantagens percebidas com a implementação de recursos de telemedicina.

1. Ampliação do acesso à assistência médica

A telemedicina permite que mesmo aqueles pacientes que estejam em áreas remotas ou com mobilidade reduzida tenham acesso a médicos e especialistas sem precisar viajar longas distâncias.

2. Monitoramento remoto 

Através de dispositivos conectados e aplicativos, os médicos podem monitorar pacientes com condições crônicas, como diabetes ou hipertensão, em tempo real, permitindo um acompanhamento mais eficaz, 24 horas por dia, além, claro, de intervenções mais rápidas.

3. Segunda opinião médica 

Outro recurso possibilitado pela telemedicina é a facilitação do acesso a especialistas em todo o mundo. Sendo assim, os pacientes podem ter acesso a uma segunda opinião médica de forma rápida, o que leva a diagnósticos e tratamentos ainda mais assertivos.

3. Continuidade do cuidado 

Graças aos recursos de telemedicina, com médicos 24 horas, é possível acompanhar os pacientes durante todo o seu tratamento, garantindo a continuidade do cuidado e uma melhor coordenação entre os diferentes profissionais envolvidos.

4. Redução de custos 

O serviço de médico online 24 horas pode ajudar a reduzir custos, tanto para pacientes quanto para as instituições de saúde. Afinal, diminui-se a necessidade de visitas presenciais, otimiza-se a utilização de recursos e as hospitalizações desnecessárias são evitadas.

– Leia também: Atendimento médico em casa: entenda como a telemedicina mudou o serviço

Dúvidas comuns sobre o atendimento médico 24 horas

O atendimento médico online 24 horas realizado por teleconsulta ainda gera algumas dúvidas entre os profissionais de saúde. Listamos abaixo alguns dos questionamentos mais comum e suas respectivas respostas:

1. A teleconsulta é tão eficaz quanto uma consulta presencial?

A teleconsulta pode ser tão eficaz quanto uma consulta presencial, dependendo da condição médica em questão. Em muitos casos, os médicos conseguem avaliar sintomas, diagnosticar e prescrever tratamentos remotamente.

No entanto, em algumas situações, pode ser necessário um exame físico ou um procedimento específico, sendo necessário, portanto, partir para uma consulta presencial.

2. A teleconsulta é segura e protege a privacidade do paciente?

A maioria das plataformas de teleconsulta utiliza medidas de segurança robustas, como criptografia de dados e autenticação de usuários, para garantir a segurança das informações e a privacidade dos pacientes.

Além disso, os profissionais de saúde devem seguir as leis e regulamentações relacionadas à privacidade e à confidencialidade das informações médicas.

Para saber mais sobre esse tema, confira nosso artigo “Sigilo médico na telemedicina: como lidar com as informações do paciente?“.

3. É possível prescrever medicamentos durante uma teleconsulta?

Sim, os médicos podem prescrever medicamentos durante uma teleconsulta, desde que considerem apropriado e seguro.

4. As teleconsultas são cobertas pelos planos de saúde ou seguros?

A cobertura das teleconsultas varia de acordo com o plano de saúde ou seguro. Cada vez mais, as operadoras de planos de saúde estão incluindo a telemedicina em seus pacotes de serviços.

Portanto, é importante verificar com cada operadora ou seguradora quais serviços de telemedicina estão cobertos.

– Leia também: Como funciona a telemedicina nos planos de saúde?

5. Como posso me preparar para uma teleconsulta?

Para se preparar para uma teleconsulta, certifique-se de ter uma conexão estável à internet, um dispositivo com câmera e microfone, além de um espaço tranquilo e privado para a consulta.

Além disso, é indicado que a instituição invista na contratação de um software médico, que disponibilize funcionalidade como:

– Leia também: Atendimento na telemedicina: confira 6 dicas para otimizar a comunicação online

Como a Mais Laudo pode ajudar?

A emissão de laudos online é uma das práticas de telemedicina mais utilizadas atualmente pelas instituições de saúde.

Neste caso, os exames são realizados na clínica e enviados para uma empresa terceirizada, como a Mais Laudo, que fica responsável pela elaboração do laudo médico.

Além de melhorar o cotidiano da clínica ao proporcionar a otimização das atividades dos profissionais de saúde, a clínica que contrata o laudo online assegura uma experiência de mais qualidade para o paciente.

Ao contratar os serviços da Mais Laudo, a equipe poderá oferecer atendimentos personalizados para os seus pacientes. Isso possibilita o aumento gradativo do reconhecimento da clínica no mercado.

Por isso, é muito importante aproveitar ao máximo os recursos e os benefícios que a telemedicina pode trazer para a sua unidade e especialmente para os seus pacientes.

– Leia também: Descanso médico: entenda a importância e o que diz o CFM sobre o tema

Banner no artigo "O que é telemedicina?" para teste grátis Mais Laudo

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Entenda a Lei do Ato Médico e o que ela prevê

A Lei do Ato Médico é uma resolução que autoriza os procedimentos executados por profissionais clínicos, respeitando o código de ética. Muitos médicos alegavam que não existia, até a promulgação dessa legislação, algo que os direcionasse às suas responsabilidades. Sendo assim, em 2013, após extensas manifestações e consultas públicas, foi editada a Lei 12.842. Ela considera […]
LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *