fbpx

Atendimento médico em casa: entenda como a telemedicina mudou o serviço

por eDialog / Há 10 meses
Atendimento médico em casa: entenda como a telemedicina mudou o serviço

O atendimento médico em casa é uma prática que traz uma série de benefícios para os pacientes, como maior comodidade, redução de chances de contrair infecções hospitalares, humanização na assistência, entre outros. Além disso, o uso da telemedicina veio para simplificar ainda mais essa prática.

Ao longo deste artigo vamos falar sobre ambas modalidades do atendimento médico em domicílio: presencial e online. Continue a leitura e confira:

  • Como funciona o atendimento médico em casa?
  • Condições para atendimento médico domiciliar
  • Como funciona o atendimento médico em casa via telemedicina?

Como funciona o atendimento médico em casa?

O atendimento médico em casa pode ser disponibilizado para pacientes que necessitam de internação, mas, pela comodidade, optam por realizar o acompanhamento com um profissional em seus próprios lares.

Nesse caso, o médico deve se deslocar até a casa do paciente, com os equipamentos necessários para realizar a assistência com a mesma qualidade e segurança que ocorreria em um hospital.

É importante ainda que o paciente disponha de uma estrutura adequada, de acordo com as suas necessidades, para sequência do tratamento domiciliar. São alguns exemplos: maca hospitalar, esfigmomanômetro, monitor cardíaco etc.

Condições para atendimento médico domiciliar 

A Resolução n°1.668, publicada em 2003 pelo Conselho Federal de Medicina, estabelece os requisitos necessários para o exercício do atendimento médico domiciliar no Brasil.

Listamos abaixo alguns dos principais pontos abordados:

  • Todas  as  empresas  públicas  e  privadas  prestadoras  de  assistência  à  internação domiciliar deverão ser cadastradas/registradas no Conselho Regional do estado onde operam;
  • As empresas ou hospitais que prestam assistência em regime de internação domiciliar devem   manter   um   médico   de   plantão   nas   24   horas,   para   atendimento   às   eventuais intercorrências clínicas;
  • As  equipes  multidisciplinares  de  assistência  a  pacientes  internados  em  regime domiciliar  devem  dispor,  sob  a  forma  de  contrato  ou  de  terceirização,  de  profissionais  de Medicina,  Enfermagem,  Fisioterapia,  Terapia  Ocupacional,  Fonoaudiologia,  Serviço  Social, Nutrição e Psicologia;
  • A assistência domiciliar somente será realizada após avaliação médica, registrada em prontuário específico;
  • A assistência domiciliar poderá ser viabilizada após anuência expressa do paciente ou de seu responsável legal, em documento padronizado que deverá ser apensado ao prontuário;
  • O  hospital  ou  empresa  responsável  por  pacientes  internados  em  domicílio  deve(m) dispor das condições mínimas que garantam uma boa assistência, caracterizadas por:
  • Ambulância para remoção do paciente, equipada à sua condição clínica;
  • Todos os recursos de diagnóstico, tratamento, cuidados especiais, materiais e medicamentos necessários;
  • Cuidados especializados necessários ao paciente internado;
  • Serviço  de  urgência  próprio  ou  contratado, plantão  de  24  horas  e garantia  de  retaguarda.

Como funciona o atendimento médico em casa via telemedicina?

O atendimento médico em casa via telemedicina é conhecido como teleconsulta. Basicamente, é a interação médica feita por meio de equipamentos tecnológicos. 

A interação entre as partes na consulta pode acontecer de forma síncrona ou assíncrona. No primeiro caso, ela ocorre através do atendimento imediato, ou seja, em tempo real. Para que isso seja possível devem ser utilizados recursos como vídeo chamadas, por exemplo.

Quando ocorre de forma assíncrona, a consulta não acontece em tempo real. Não há necessidade de interação direta entre as partes, e a troca de informação pode ser realizada inclusive em horários diferentes.

– Leia também: Atendimento na telemedicina: confira 6 dicas para otimizar a comunicação online

Serviço de laudos à distância

A telemedicina é uma solução muito buscada para atender a demanda de laudos médicos de exames de pacientes em tratamento domiciliar.

Alguns exames podem ser realizados na própria casa, conduzidos por enfermeiros ou técnicos de enfermagem treinados. Entretanto, o exame deve, necessariamente, ser interpretado por um médico especialista da área.

Muitas regiões não contam com profissionais de várias especialidades à disposição para atender esta demanda. Logo, a opção de emitir laudos à distância aparece como a grande solução.

Dessa forma, os exames podem ser enviados para plataformas de telemedicina, como a Mais Laudo, por exemplo.

Quando anexados na plataforma, o exame será encaminhado e interpretado por um especialista da área. Esse laudo online é enviado em até 24 horas.

Você enfermeiro ou técnico de enfermagem que trabalhe com exames, faça um teste grátis e experimente as funcionalidades da Mais Laudo.

– Leia também: Enfermeiro na telemedicina: entenda suas principais formas de atuação

Banner para teste grátis na Mais Laudo

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Consulta com ginecologista por telemedicina: entenda como funciona

A consulta com ginecologista por telemedicina tem sido muito buscada em clínicas e consultórios médicos. Durante a pandemia do coronavírus, várias especialidades precisaram recorrer ao digital para seguir os atendimentos aos pacientes, e o que foi iniciado em 2020 segue como uma opção interessante para otimizar a rotina médica.  Pensando nisso, elaboramos este artigo para […]
LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *