fbpx

Anamnese médica: qual sua importância na qualificação da atenção ao paciente?

por maislaudo / Há 1 mês
anamnese médica

Um atendimento de qualidade passa diretamente pela execução eficaz da anamnese. É a partir desse procedimento que o profissional iniciará o tratamento ao paciente. 

Portanto, é importante fazer as perguntas certas e atender cada indivíduo com a atenção necessária para entender qual é o seu quadro clínico. Nós vamos te ajudar com essa tarefa. No texto abaixo você vai ver informações como:

  • Significado de anamnese; 
  • Informações que devem constar na anamnese;
  • Dicas de como realizar uma anamnese de qualidade. 

Continue a leitura e tire as suas dúvidas sobre o tema.

O que é e pra que serve a anamnese?

Anamnese é uma forma de entrevista que o médico faz com o paciente. Portanto, é uma conversa inicial onde o profissional irá conhecer o paciente, suas queixas, além de seu histórico médico e familiar. 

Essa conversa serve para direcionar o médico quanto aos próximos passos necessários para o tratamento. Assim, ele irá solicitar os exames adequados para então chegar ao diagnóstico de uma doença. 

Além disso, a anamnese é uma forma de colocar em prática a medicina preventiva, ou seja, um meio de focar na qualidade de vida do paciente e não apenas no tratamento da doença. 

Leia esse texto para entender melhor como funciona a medicina preventiva

Quais são os itens que devem constar em uma anamnese?

A resolução 2056/2013 diz que a anamnese é obrigatória em qualquer ambiente médico, inclusive em atendimento ambulatorial e nos consultórios. O documento elenca ainda quais são os itens obrigatórios nesse tipo de documento. Veja: 

Identificação do paciente

Deve constar informações básicas sobre o paciente, como: 

  • Nome; 
  • Idade; 
  • Data de nascimento; 
  • Filiação;
  • Estado civil;
  • Raça; 
  • Sexo; 
  • Religião;
  • Profissão;
  • Naturalidade; 
  • Endereço;
  • Telefone.

Queixa principal

Nesta seção, o médico deve descrever detalhadamente qual foi o principal motivo que levou o paciente à consulta. 

História da doença atual

Aqui o profissional deve buscar informações a respeito do quadro que levou o paciente a procurá-lo. Logo, seu principal objetivo é ajudar o profissional a entender com precisão quais são os sintomas apresentados. 

São questionamentos importantes a serem realizados: 

  • Identificação do início do adoecimento;
  • Quais são os sinais e sintomas apresentados;
  • Tempo de duração;
  • Forma de evolução do quadro;
  • Consequências percebidas;
  • Identificação de possíveis tratamentos, exames e internações realizadas previamente.

É interessante que essas informações sejam organizadas de acordo com uma ordem temporal, ou seja, do sintoma mais antigo até o mais recente. Assim, fica mais claro a visualização da evolução do quadro. 

História familiar

Uma anamnese completa deve conter informações sobre o histórico médico familiar do paciente que podem ser úteis para seu diagnóstico. Portanto, o profissional deve realizar perguntas como: 

  • Presença de doenças na família;
  • Estado de saúde dos pais; se falecidos, a idade e a causa;
  • Quantos filhos na prole;
  • Existência de doença mental na família.

História pessoal

Essa etapa serve para contextualização do quadro do paciente, de modo a identificar informações que a princípio não tenham ligação direta com seu estado de saúde.

Listamos abaixo alguns dados importantes do histórico do paciente que devem constar em uma anamnese médica: 

  • Dados sobre doenças prévias, relacionadas ou não ao atual adoecimento; 
  • Hospitalizações e cirurgias realizadas; 
  • Informações sobre sua gestação e doenças intercorrentes da mãe durante a gestação;
  • Relações interpessoais na família, no trabalho e na comunidade;
  • Puberdade, vida sexual e reprodutiva, menopausa e andropausa;
  • Tabagismo, uso de tóxicos, entre outros fatores de risco; 
  • Hábitos alimentares;
  • Uso de medicamentos.

É muito importante também que o médico realize perguntas para entendimento dos fatores de natureza psíquica e social a respeito do paciente. Assim, é possível identificar se há algo psicológico influenciando no surgimento dos sintomas.

Hipótese Diagnóstica

Ao final do atendimento, o médico deve avaliar os dados obtidos e dar uma hipótese diagnóstica, pautada em sua experiência clínica. Contudo, é importante ressaltar ao paciente que um diagnóstico preciso só poderá ser feito após a realização dos exames. 

Dicas para realização de uma boa anamnese

A anamnese é o primeiro contato entre médico-paciente, além de ser a etapa que vai direcionar a investigação do quadro clínico. Portanto, ela deve ser o mais minuciosa possível, sendo crucial para o estabelecimento de um diagnóstico preciso e iniciação do melhor tipo de tratamento. 

Preparamos abaixo algumas dicas que podem te ajudar na preparação para uma boa anamnese. Confira! 

Siga um roteiro

Ter um roteiro é uma forma de padronizar o atendimento, além de certificar de que nenhuma informação importante ficará de fora da entrevista. 

Ouça com atenção

É muito importante que o médico ouça atentamente os anseios e informações relatadas pelo paciente. É preciso, portanto, realizar um atendimento humanizado, ou seja, acolhê-lo em sua subjetividade, dar espaço para ouvi-lo, esclarecer suas dúvidas e estabelecer, assim, uma relação menos mecânica e automatizada de atendimento.

Ofereça sempre expectativas reais para o paciente

É muito comum que os pacientes estejam fragilizados e assustados nessa conversa inicial. Por isso, é importante que o profissional dê expectativas reais, tanto em relação ao tratamento quanto ao tempo de espera em relação às consultas ou entrega de exames.

E aí, gostou das dicas? Aproveite e leia neste texto como a Mais Laudo pode ajudar a acelerar e qualificar o atendimento médico oferecido em sua clínica médica. 

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Comunicação médico-paciente: sua importância e como melhorá-la

A comunicação médico-paciente é uma das atividades mais delicadas que existem na área de saúde. Lidar com diferentes tipos de pessoas que passam por momentos de fragilidade requer preparo, sensibilidade e empatia. Um mau atendimento ao paciente pode manchar e comprometer a reputação e todo o trabalho de um profissional de saúde. Dessa forma, assegurar […]
LEIA MAIS

Jornada do paciente: o que é e qual a sua importância?

A jornada do paciente é uma expressão utilizada para descrever as etapas que os pacientes percorrem até chegar à sua clínica. O reconhecimento dessa trajetória é fundamental para a criação de estratégias de aprimoramento do serviço médico prestado.  Portanto, pode-se dizer que a jornada do paciente é uma forma de entender o comportamento do seu […]
LEIA MAIS

Histórico do paciente: entenda a importância desse registro

O histórico do paciente é um dos documentos mais importantes para o atendimento médico. Por isso, é fundamental que as instituições de saúde tenham protocolos quanto a elaboração desses registros, de modo a garantir uma maior qualificação nos serviços prestados.  No texto a seguir vamos apresentar as principais informações sobre o histórico médico: como deve […]
LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *