Comunicação médico-paciente: sua importância e como melhorá-la

por maislaudo / Há 3 meses
importância da comunicação médico-paciente

A comunicação médico-paciente é uma das atividades mais delicadas que existem na área de saúde. Lidar com diferentes tipos de pessoas que passam por momentos de fragilidade requer preparo, sensibilidade e empatia.

Um mau atendimento ao paciente pode manchar e comprometer a reputação e todo o trabalho de um profissional de saúde. Dessa forma, assegurar a qualidade da assistência nas clínicas antes de iniciar uma consulta pode fazer a diferença para aumentar a sua competitividade. 

Mas afinal, o que deve ser feito para melhorar a comunicação entre médico e paciente? Quais os cuidados necessários para o estabelecimento de uma relação de confiança? É o que vamos apresentar no texto a seguir. Continue a leitura e descubra!

Estudos sobre a importância de habilidades em comunicação

O trabalho de um profissional da saúde vai muito além do que oferecer um diagnóstico e tratamento de qualidade ao paciente. As competências técnicas devem andar lado a lado com habilidades fundamentais para o pleno exercício da profissão. Como por exemplo, a comunicação e empatia. 

Estudos como o realizado pela Agência pela Qualidade do Sistema Universitário da Rede de Hospitais da Catalunha (Espanha), apontam para um cenário onde os estudantes de medicina obtêm o diploma com excelente formação técnicas, mas faltam essas habilidades essenciais que citamos acima, que envolve a comunicação, colaboração e os valores profissionais. 

Ou seja, o profissional da saúde deve se preocupar em oferecer uma assistência médica de qualidade em todos os âmbitos, centrada na função afetiva durante todo o tratamento. 

Comunicação médico-paciente e o atendimento humanizado

A humanização do atendimento em saúde diz respeito à mudança dos modelos de atenção e gestão dos serviços. Estabelecendo a construção de novas relações entre profissionais e pacientes e também dos profissionais entre si.

O ser humano, por si só, já é regado de singularidade e complexidade. Ao recorrer aos serviços de saúde, encontra-se ainda fragilizado ou cercado de dúvidas e receios. Atendê-lo não significa apenas oferecer o exame que ele precisa.

Humanizar é ir além de prestar apenas o serviço. É acolhê-lo em sua subjetividade, dar espaço para ouvi-lo, esclarecer suas dúvidas. E estabelecer, assim, uma relação menos mecânica e automatizada de atendimento.

Benefícios da comunicação médico-paciente

Quando sua clínica tem a preocupação com uma comunicação médico-paciente de qualidade ela tem ganhos significativos que vão refletir diretamente no aumento de sua competitividade. 

Um atendimento diferenciado gera no paciente a confiança, satisfação e segurança que o mesmo necessita ao buscar um serviço de saúde.

Dessa forma a clínica presta um serviço de qualidade que melhora a sua imagem, aumentando o número de atendimentos e consequentemente de indicações. 

É importante saber que um atendimento humanizado, que preza pela comunicação médico-paciente tem como resposta clientes que optarão por retornar sempre e recomendarão o serviço para terceiros.

Afinal, o que fazer para melhorar a comunicação médico-paciente? 

Estabeleça uma cultura organizacional

De nada adianta possuir alguns profissionais que atendam o cliente de forma humanizada se a cultura de toda a instituição não visar, capacitar e possibilitar esse atendimento.

Um ambiente saudável de trabalho dentro da clínica deve ser construído com canais abertos de comunicação. Estabelecendo relações pautadas no respeito e transparência, capacitando os colaboradores e estimulando o trabalho em equipe.

Esse ambiente de trabalho tem como resultado a confiança e bem estar de todos os profissionais. O que será refletida na mudança da forma com que prestam atendimento aos seus pacientes.

Faça treinamentos 

Ofereça um treinamento aos funcionários e reforce para eles a importância de serem responsáveis durante toda a jornada do paciente na clínica. 

Ter simpatia, paciência, ser ágil e falar corretamente ajudam bastante nesta interação. Certifique-se de estar sempre reforçando esses valores a todos os membros da equipe. De modo a criar realmente uma cultura organizacional personalizada. 

Importância do contato visual 

Quando falamos com alguém, o contato visual é muito importante, pois é um dos sinais de que você conseguiu a confiança do interlocutor. Em uma clínica, mais do que nunca, esse contato deve ser constante, visto que transmitir segurança é essencial.

Assim, recepcionistas e profissionais de saúde devem sempre dar prioridade a esse contato ao lidar com os pacientes. Desviar o olhar ou fazer pouco contato visual passa a impressão de distração, falta de atenção e descaso. O que pode gerar a percepção de que a clínica não é um ambiente positivo.

Seja um bom ouvinte

O médico deve ser um bom ouvinte, para que o paciente sinta-se seguro e confortável para conversar com o seu médico sobre o seu quadro e conseguir informar seus sintomas. 

Esteja preparado para atender todas as suas eventuais dúvidas, se preocupando sempre em dar explicações claras e concretas. De modo a criar uma relação sincera entre médico-paciente. 

E lembre-se, seja claro nas explicações, evite usar termos médicos técnicos que dificultam o entendimento do paciente. 

Veja também: Atendimento médico: como a Mais Laudo pode acelerar essa etapa?

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Conheça quais são os direitos do paciente para a saúde

Saber quais são os direitos do paciente e quando acioná-los é uma das maneiras de manter a dignidade dos indivíduos. No entanto, é preciso ter parcimônia para não ultrapassar os direitos dos outros. Além disso, é crucial aprofundar em questões assistenciais obrigatórias e propagá-las para que todos tenham acesso a um atendimento digno e preconizado […]
LEIA MAIS

Conheça as principais vantagens do prontuário eletrônico do paciente

O prontuário eletrônico do paciente é uma estratégia inovadora, que traz benefícios assistenciais e econômicos. De um lado se observa a integração dos dados do paciente, e do outro a redução dos custos operacionais. Além disso, muitos gestores de clínicas já vislumbraram as potencialidades dessa ferramenta para a otimização do faturamento. E os custos de implantação são […]
LEIA MAIS

Como a tecnologia auxilia na segurança do paciente?

A segurança do paciente deve ser pensada como algo mais amplo do que a minimização dos efeitos adversos que os medicamentos e materiais médicos podem causar.  Embora seja fundamental analisar essas ferramentas e evitar recorrências, é também importante selecionar os melhores recursos tecnológicos para que as intervenções terapêuticas sejam eficazes e possibilitem qualidade de vida […]
LEIA MAIS