fbpx

Medicina preventiva: o que é e qual a sua importância?

por maislaudo / Há 4 meses
medicina preventiva hospital

Proporcionar maior qualidade de vida para pacientes e prezar por sua saúde são alguns dos principais objetivos de clínicas de saúde. Estes benefícios podem ser alcançados com a prática de medicina preventiva. 

A especialidade médica, que vem ganhando cada vez mais relevância, direciona o foco para a promoção da saúde e não apenas para o tratamento. 

Quer saber mais sobre a prática, como ela deve ser aplicada e quais as suas vantagens? Continue a leitura e fique por dentro. 

O que é medicina preventiva? 

É a especialidade médica que se dedica à prevenção de doenças e busca com isso melhorar a qualidade de vida dos pacientes. 

Além do foco em evitar o desenvolvimento de doenças, a medicina preventiva também se dedica à redução do impacto das enfermidades na saúde dos pacientes em tratamento. 

Portanto, a medicina deixa de direcionar seus esforços apenas para o tratamento das doenças e foco em práticas que previnem sua necessidade e impactos. 

Níveis de medicina preventiva

Atualmente, a saúde preventiva é conceituada em quatro áreas de atuação distintas. São elas: 

Prevenção primária

É na atuação primária que estão concentrados a maioria dos esforços da medicina preventiva. São ações que buscam prevenir a doença antes de seu desenvolvimento. 

Portanto, a partir do conhecimento de fatores de risco, há um plano de ação para limitar ou impedir sua incidência. 

Um exemplo da prevenção primária são os programas de vacinação contra doenças transmissíveis. 

Prevenção secundária 

É a etapa que preza por diagnósticos precoces, de modo a iniciar o tratamento da enfermidade ainda em estágio inicial. Com isso, é possível melhorar o prognóstico do paciente, impedindo assim a evolução e agravamento do quadro. 

Portanto, entende-se que essa etapa tem como foco a diminuição da prevalência da doença e isso acontece por meio do diagnóstico e tratamento precoces. 

Prevenção terciária 

Nesta etapa, o foco é direcionado para a redução dos impactos negativos da doença. Portanto, as ações são voltadas para impedir sua evolução e minimizar as complicações causadas pela enfermidade. 

Pode ser conceituada também como as medidas que objetivam a reabilitação do paciente. 

Prevenção quaternária 

Neste campo da medicina preventiva, busca-se minimizar os efeitos colaterais resultantes de procedimentos médicos considerados excessivos. Como por exemplo, com o excesso de medicação ou com cirurgias desnecessárias. 

Como a saúde preventiva deve ser aplicada em sua clínica? 

Ações simples de medicina podem ser empregadas na rotina da sua clínica e já apresentarem resultados significativos. Listamos algumas medidas abaixo. 

Foco no histórico do paciente

Essa é uma etapa básica de todo atendimento médico, mas, em muitos casos, não é dada a devida atenção. 

É importante que o profissional se aprofunde na anamnese, de modo a conhecer com detalhes o histórico pessoal do paciente e familiar, assim como seu estilo de vida e estado emocional. 

Todas essas questões são imprescindíveis para a identificação de fatores de risco. 

Busca pelo diagnóstico precoce

Outro fator essencial para a medicina preventiva é a busca pelo diagnóstico precoce. Para isso, a clínica deve incentivar a realização de exames regularmente. 

Com isso, é possível detectar fatores de risco ainda em estágios iniciais. Logo, o tratamento pode ser iniciado o quanto antes, o que pode impedir seu desenvolvimento e minimizar os efeitos da doença. 

Uma das práticas que contribuem para o diagnóstico precoce é o investimento em serviços como o de emissão de laudos à distância

Dessa forma, sua clínica ganha mais tempo para atender um número maior de pacientes, além de conseguir focar em etapas mais estratégicas do atendimento. Além disso, os resultados são entregues em menos de 24h e, em casos urgentes, em até uma hora. 

Estímulo de hábitos saudáveis

Por último, mas não menos importante, destacamos a necessidade de os médicos incentivarem seus pacientes a terem um estilo de vida mais saudável. 

Para isso, o mesmo deve se basear em evidências clínicas que indiquem a necessidade da mudança de hábitos, como por exemplo, o excesso de peso. 

Benefícios da medicina de prevenção

Quando bem sucedidas, as práticas da medicina de prevenção trazem vantagens significativas, como na diminuição de gastos com medicamentos e procedimentos de alta complexidade. 

Além disso, ela proporciona aos pacientes uma melhor qualidade de vida, evitando que os mesmos se submetam a tratamentos invasivos e dolorosos. Ainda, quando o tratamento é necessário, a medicina preventiva melhora consideravelmente a chance de recuperação do paciente. 

Tecnologia como aliada da medicina preventiva

O uso de recursos tecnológicos ajudam a otimizar e direcionar com mais precisão a prática da medicina preventiva em clínicas médicas. 

Afinal, para que ela seja bem sucedida é importante que haja um acompanhamento constante dos pacientes, com seu histórico e monitoramento dos resultados de exames. Isso é possível, por exemplo, com o uso de prontuários eletrônicos

Listamos algumas funcionalidades que podem ser realizadas através do uso de sistemas eletrônicos. Confira: 

  • Classificar pacientes que são elegíveis para participar de programas de prevenção à doenças;
  • Realizar o monitoramento do quadro clínico de cada paciente por meio de dados objetivos; 
  • Alertas periódicos que indicam a necessidade da realização de exames. 

Leia também: Health Mobile: conheça a tecnologia e suas vantagens para instituições de saúde

Medicina e Tecnologia: os benefícios dessa relação para instituições de saúde

OUTRAS PUBLICAÇÕES

3 dicas para otimizar a gestão de clínica de medicina do trabalho

Otimizar a gestão de uma clínica de medicina do trabalho é uma tarefa que exige conhecimentos técnicos e gerenciais específicos. Se, por um lado, deve-se prezar pela assistência de qualidade ao paciente, por outro a preocupação é com a implantação de serviços efetivos. O equilíbrio entre as duas demandas garantirá uma percepção positiva dos indivíduos em […]
LEIA MAIS

Sistemas de gestão em saúde: descubra sua importância!

O sistema de gestão em saúde é uma ferramenta imprescindível para os gestores, pois as funcionalidades facilitam a rotina, organizam os processos e monitoram os principais indicadores. Por isso é interessante conhecer profundamente essa estratégia para sobreviver e se destacar frente a concorrência. Fique por aqui e descubra mais sobre essa metodologia no post de hoje! […]
LEIA MAIS

Medicina integrativa: o que é e qual a sua importância?

A medicina integrativa propõe um olhar diferenciado aos cuidados com a saúde. Enquanto a medicina tradicional direciona seus esforços no tratamento da doença em si, a medicina integrativa tem o objetivo de cuidar do indivíduo como um todo, de forma a alcançar não só a cura, e também seu bem-estar integral.  A prática, respaldada pela […]
LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *