fbpx

Laudo ergonômico: o que é, objetivos e dicas de como fazer

por eDialog / Há 10 meses
laudo ergonômico

O laudo ergonômico é um documento necessário para assegurar condições de trabalho adequadas das atividades  exercidas. Portanto, é mais um instrumento com o intuito de garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável para os colaboradores.

Mas você sabe quando e como elaborar esse laudo? Ao longo deste artigo abordamos as informações mais importantes sobre o tema. Continue a leitura e confira:

  • O que é laudo ergonômico?
  • Laudo ergonômico x Análise Ergonômica do Trabalho (AET)
  • Laudo ergonômico e NR-17
  • Quem elabora e assina o laudo ergonômico?
  • Dicas de como elaborar um laudo ergonômico
  • Telemedicina e a saúde no trabalho

O que é laudo ergonômico?

O laudo de ergonomia é um documento que especifica as normas relacionadas às condições de trabalho, isto é, uma sistematização de procedimentos que visam garantir a segurança para os trabalhadores em determinada atividade.

– Leia também: Ergonomia no trabalho: principais riscos e ações preventivas para médicos

Laudo Ergonômico x Análise Ergonômica do Trabalho (AET)

Uma dúvida comum é sobre as diferenças entre laudo ergonômico e a análise ergonômica do trabalho (AET). Ambos estão relacionados, mas possuem características diferentes.

A Análise Ergonômica do Trabalho (AET) tem como objetivo identificar e analisar possíveis riscos ergonômicos, como posturas inadequadas, esforço físico excessivo, repetitividade, iluminação inadequada, ruído excessivo, entre outros.

Já o laudo ergonômico é um documento técnico realizado a partir de alguma solicitação específica sobre determinada condição de trabalho, o que pode ser em resposta a uma ação trabalhista, por exemplo.

Em resumo, a AET é um documento mais completo sobre as condições ergonômicas no ambiente de trabalho enquanto o laudo ergonômico é o documento que formaliza os resultados dessa análise, estabelecendo as medidas necessárias para promover um ambiente de trabalho seguro e adequado aos trabalhadores.

Laudo ergonômico e NR-17

A ergonomia no trabalho é regulamentada pela NR-17, que a conceitua como:

“As diretrizes e os requisitos que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar conforto, segurança, saúde e desempenho eficiente no trabalho”.

A legislação traz orientações relacionadas ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário dos postos de trabalho, ao trabalho com máquinas, equipamentos e ferramentas manuais, às condições de conforto no ambiente de trabalho e à própria organização do trabalho.

–  Leia também: Conheça as normas regulamentadoras da saúde ocupacional

Em que situação é preciso elaborar o laudo ergonômico?

A NR-17 não estabelece segmentos e portes de empresas necessários para elaboração do documento, portanto, qualquer organização que disponha de alguma das condições apresentadas deve elaborar um laudo.

As condições apontadas pela norma são:

  • Levantamento, transporte e descarga individual de materiais: Não deverá ser exigido nem admitido o transporte manual de cargas por um trabalhador cujo peso seja suscetível de comprometer sua saúde ou sua segurança;
  • Mobiliário dos postos de trabalho: Regras relacionadas ao conjunto de mobiliário do posto de trabalho. Todos equipamentos devem ser escolhidos de modo a evitar desgaste e impactos negativos à saúde do colaborador;
  • Condições ambientais de trabalho: Regras relacionadas ao uso de iluminação adequada, medidas de conforto acústico e térmico;
  • Organização do trabalho: Aqui estão descritos todos os procedimentos relacionados à organização do ambiente de trabalho necessários para uma ergonomia adequada. Portanto, levam-se em consideração aspectos como normas de produção, exigência de tempo, ritmo de trabalho etc.

Quem elabora e assina o laudo ergonômico?

A elaboração do laudo técnico deve ser realizada por um profissional especializado em ergonomia, como um engenheiro ou técnico de segurança do trabalho, fisioterapeuta ou médico do trabalho, e abrange diversos aspectos, como organização do trabalho, ambiente físico, posturas e movimentos, equipamentos e mobiliário, e interface homem-máquina.

Dicas de como elaborar um laudo ergonômico

Elaborar um laudo ergonômico envolve um processo detalhado e cuidadoso para garantir que todos os aspectos ergonômicos relevantes sejam identificados e analisados.

Aqui estão algumas dicas para ajudar na elaboração de um laudo ergonômico eficiente:

1. Reúna informações preliminares

Antes de começar a análise ergonômica, colete informações sobre a empresa, o setor e as atividades desempenhadas pelos trabalhadores.

2. Realize observações e entrevistas

Visite o local de trabalho e observe os trabalhadores durante a execução de suas atividades. Entreviste-os para entender as demandas, dificuldades e possíveis problemas ergonômicos enfrentados.

3. Identifique e avalie os riscos ergonômicos

Com base nas observações e entrevistas, identifique os principais riscos ergonômicos presentes no ambiente de trabalho, como posturas inadequadas, esforço físico excessivo, repetitividade, iluminação inadequada, ruído excessivo, entre outros. Avalie a gravidade e a urgência de cada risco.

4. Proponha soluções e melhorias

Elabore e sugira medidas de prevenção e correção para os riscos ergonômicos identificados. Essas medidas podem incluir ajustes no mobiliário, equipamentos e layout, mudanças na organização do trabalho, treinamentos e programas de conscientização.

5. Redija o laudo ergonômico

Organize todas as informações coletadas, análises realizadas e soluções propostas em um documento claro e conciso. Inclua uma introdução, descrição das observações e entrevistas, análise dos riscos ergonômicos e recomendações de melhorias.

– Leia também: Modelo de laudo médico: vantagens da padronização de laudos

Telemedicina e a saúde no trabalho

Em paralelo ao laudo ergonômico, a telemedicina pode ajudar a agilizar o processo de elaboração de laudo para exames complementares. Será necessário apenas contratar uma empresa terceirizada, como a Mais Laudo, que fica responsável pela elaboração e entrega dos laudos ocupacionais, como por exemplo laudo de raio-x, laudo de espirometria, ECG, entre outros.

Sua instituição ganha tempo para focar em outras etapas mais estratégicas e agilidade na entrega dos laudos. Na Mais Laudo eles ficam prontos em menos de 24 horas. 

Faça um teste grátis e veja como é simples!

Banner para teste grátis Mais Laudo

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Gestão de funcionários: 6 dicas para fazer um bom gerenciamento

A gestão de funcionários é uma responsabilidade muito grande do gestor de equipes e deve ser feita continuamente para alcançar resultados satisfatórios. A maneira como o líder se comunica com seus colaboradores, a atenção dada aos problemas apresentados, a motivação interna e o reconhecimento são muito importantes para manter sua equipe satisfeita e produtiva. Se […]
LEIA MAIS

3 dicas para otimizar a gestão de clínica de medicina do trabalho

Otimizar a gestão de uma clínica de medicina do trabalho é uma tarefa que exige conhecimentos técnicos e gerenciais específicos. Se, por um lado, deve-se prezar pela assistência de qualidade ao paciente, por outro a preocupação é com a implantação de serviços efetivos. O equilíbrio entre as duas demandas garantirá uma percepção positiva dos indivíduos em […]
LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *