Exame MAPA: o que é e o que devo saber sobre ele?

por maislaudo / Há 2 meses
Exame MAPA

O exame MAPA é uma das análises mais conhecidas nas clínicas médicas brasileiras. Normalmente é solicitado por um médico cardiologista para acompanhamento clínico de pacientes com suspeita ou histórico de hipertensão arterial.

A monitoração ambulatorial da pressão arterial, como o próprio nome faz entender, realiza um monitoramento dos níveis de pressão arterial de um paciente durante as suas atividades diárias. Por conta disso é que a análise precisa ser feita durante 24 horas.

Neste artigo, separamos as principais informações que você precisa saber sobre o exame MAPA. Logo, você poderá entender melhor como essa análise funciona e tirar suas dúvidas. Veja!

O que é o exame MAPA? 

O exame MAPA, ou seja a Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial, tem objetivo de avaliar possíveis anomalias na pressão sanguínea.

Para que seja possível realizar o diagnóstico é feito um monitoramento da pressão sanguínea do paciente por pelo menos 24 horas.

Esse monitoramento é feito através de um aparelho eletrônico, composto por um monitor que fica conectado a uma braçadeira por meio de um manguito. Este é acoplado à cintura e ao braço do paciente para que seja possível medir a pressão arterial do paciente durante o período do exame.

Qual é a finalidade do exame MAPA?

Quando um médico solicita a realização do exame MAPA a um paciente, provavelmente ele já desconfia, ou sabe, que há grandes chances de que aquela pessoa tenha oscilações preocupantes na pressão arterial.

A pressão arterial sofre diversas variações ao longo do dia, inclusive alterações em resposta a determinadas circunstâncias, como estresse e cansaço. Dessa maneira, a medição momentânea realizada no consultório oferece ao médico uma visão limitada do quadro.

como funciona o exame mapa

Basicamente, o exame MAPA é solicitado pelo cardiologista para diagnósticos mais precisos. Ou seja, após a constatação da pressão alta no método convencional de medida, e de feito o devido acompanhamento e tratamento.

Apenas com a monitoria frequente ao longo de 24 horas é possível analisar o comportamento da pressão arterial durante os eventos cotidianos. Com isso é possível aprofundar o diagnóstico ou mesmo avaliar a eficácia do tratamento.

Por essa razão, o MAPA foi incorporado à prática clínica de cardiologistas, na avaliação e tratamento de problemas de pressão arterial.

Para quem e quando é indicado o exame MAPA?

Como já vimos, trata-se de um exame indicado rotineiramente para pacientes com suspeita de variação de pressão arterial. E, em certos casos, também para aqueles que já estão em tratamento.

No entanto, o exame MAPA é especialmente indicado nos casos em que há suspeita de que os valores medidos no consultório não refletem a realidade do dia a dia — hipertensão do jaleco branco.

Ou ainda, quando há necessidade de estudar o caso com mais profundidade, como observar a relação entre os sintomas e a pressão, por exemplo.

Além disso, o exame pode auxiliar o médico nos diagnósticos diferenciais, como a hipertensão episódica, mascarada ou resistente ao tratamento. E também na avaliação de sintomas relativos à pressão baixa — hipotensão.

Principais utilidades do MAPA

  • Diagnóstico de pré-hipertensão sem lesões de órgãos-alvo
  • Avaliação de hipertensão episódica
  • Identificação de hipertensão no sono ou ausência de descenso no sono
  • Avaliação da eficácia anti-hipertensiva
  • Manejo da hipertensão durante a gravidez
  • Avaliação da hipertensão em idosos
  • Análise da hipertensão em crianças e adolescentes
  • Triagem e seguimento na apnéia obstrutiva do sono
  • Identificação do comportamento da PA em disautonomias
  • Monitoramento da elevação matinal precoce da PA
  • Identificação das variações circadianas da pressão

Para quem é indicado? 

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) ressalta que o exame possibilita a identificação com clareza de vários fenômenos que não seriam possíveis com outros métodos. Logo, a mesma cita como principais indicações para o exame:

A suspeita de efeito do avental branco, hipertensão arterial, ou durante a gestação ou sono. Além disso o exame MAPA pode avaliar a PA em diabéticos e idosos, fazer o reconhecimento de picos de pressão, assim como identificar os possíveis episódios de hipertensão.

Contraindicações

O exame quase não causa desconforto e interfere pouco nas atividades cotidianas. Entretanto, é contraindicado para pacientes cujos valores da pressão máxima sejam muito elevados, que apresentem arritmias cardíacas ou parkinsonismo.

Como funciona o exame MAPA para o paciente?

Assim como acontece no caso do Holter, durante o exame MAPA o paciente ficará com um mini-gravador digital acoplado à cintura.

Com a guia médica em mãos e depois de agendada a visita na clínica, o paciente receberá uma braçadeira que deve, preferencialmente, ficar no braço menos utilizado. Ela estará ligada a um aparelho eletrônico que será responsável por registrar os níveis de pressão arterial.

O equipamento pode ser preso ao cinto ou ficar no bolso, desde que com cuidado. Também será entregue um diário de atividades.

Durante 24 horas, de tempos em tempos a braçadeira inflará e medirá a pressão arterial naquele momento. O paciente deverá anotar no diário as principais atividades do dia e, caso faça uso de algum medicamento, é importante que registre os horários da ingestão para que sejam avaliadas possíveis alterações no resultado da análise.

Após o período exigido, basta que o paciente retorne à clínica e devolva o equipamento do exame.

Quais são os preparos necessários?

Trata-se de um exame simples que não envolve nenhum procedimento invasivo, apenas o monitoramento da pressão. Por isso, não é necessária uma dieta especial ou ingestão de medicamentos ou contrastes. No entanto, antes do exame, é indicada atenção a alguns pontos. São eles:

Exercícios físicos

A prática de atividade física deve ser suspensa nas 24 horas que antecedem o exame e, também, durante o processo.

Banho

Como não será possível se molhar enquanto estiver usando o aparelho, aproveite para tomar um banho o mais próximo possível da hora do exame.

Roupas

O ideal é usar peças confortáveis, como camisas de mangas curtas e largas. Para os homens, as blusas abotoadas na frente facilitam a colocação do gravador. Já as mulheres devem evitar vestidos, preferindo saia ou calça e blusa. Além disso, um cinto pode ajudar a fixar o aparelho na cintura.

Medicamentos

Se o paciente já faz uso de alguma medicação para pressão, é necessário fazer uma relação com doses e horários para ser entregue ao médico que fará o laudo.

Trabalho e atividades regulares

Como o objetivo é monitorar as alterações de pressão ao longo da rotina do paciente, é importante que o exame seja marcado para um dia comum, em que sejam praticadas as atividades normais, como trabalhar, ir ao mercado, cozinhar, estudar, etc.

Que tipo de cuidado o paciente deve ter?

Como o objetivo do exame MAPA é registrar os níveis de pressão arterial de um paciente em suas atividades rotineiras, é interessante que ele tente mantê-las como em um dia comum.

No entanto, como o ideal é que, quando o aparelho apitar, no momento exato da medição o braço seja apoiado e esticado, haverá limitações.

Além disso, deve haver certo cuidado com o equipamento eletrônico e, por isso, é importante que se tenha atenção a alguns pontos:

  • não molhar o aparelho eletrônico;
  • não praticar atividades físicas;
  • cuidar para que o tubo da braçadeira não seja danificado;
  • nunca retirar o manguito ou desligar o aparelho;
  • retirar o dispositivo da cintura durante a noite, colocando-o sob o travesseiro ou em um móvel próximo à cama;
  • evitar dormir sobre o braço em que está o manguito;
  • perceber o bom funcionamento do equipamento.

Importância do Exame Mapa

O exame MAPA é de grande relevância no diagnóstico e tratamento da hipertensão arterial. Com o laudo médico em mãos, o cardiologista poderá indicar para o paciente o tipo de tratamento mais apropriado para o seu caso.

Além disso, será possível fazer ajustes na dosagem ou troca da medicação, recomendar ou advertir sobre exercícios físicos e outros hábitos de forma mais precisa. Sempre que necessário, ele poderá pedir uma nova análise para verificar o avanço do tratamento.

Telemedicina como auxiliar na realização do exame MAPA

O sistema eletrônico utilizado para a realização do exame MAPA permite que as informações do mesmo sejam enviados para qualquer especialista de forma online. Logo, é possível contratar o serviço de laudo à distância. 

Ou seja, sua clínica ou consultório médico não precisa, necessariamente contar com uma equipe de especialistas exclusiva para realizar a avaliação dos resultados. É possível terceirizar o serviço para empresas como a Mais Laudo, por exemplo.

Contamos com uma equipe de médicos que têm conhecimento e expertise a respeito do exame MAPA para oferecer um parecer de qualidade. Com isso, há ganho de produtividade e redução de custos para seu negócio. E o melhor os laudos são enviados em até 24 horas. Faça um teste gratuito e comprove!

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Atendimento ao paciente: ao que devo ficar atento?

Um mau atendimento ao paciente pode manchar e comprometer a reputação e todo o trabalho de um profissional de saúde. Dessa forma, assegurar a qualidade da assistência nas clínicas antes de iniciar uma consulta pode fazer a diferença na hora em que o paciente for remarcar o retorno ou recomendar o seu trabalho a outras pessoas. Conheça agora os […]
LEIA MAIS

Eletroencefalograma: mais informações sobre como realizar o exame

O eletroencefalograma (EEG), também conhecido como eletroencefalografia, é o exame que avalia a atividade elétrica do cérebro. O procedimento é feito de forma simples e rápida, no entanto, é necessário alguns cuidados durante o processo para que o resultado não seja afetado. Por isso, reunimos informações importantes sobre como realizar o eletroencefalograma em seus pacientes […]
LEIA MAIS

Como fazer uma espirometria com qualidade?

A espirometria é um exame conhecido como teste de sopro e tem por finalidade medir a função pulmonar do paciente. Esse teste visa saber a quantidade de ar que a pessoa pode assoprar e qual é a velocidade desse sopro. O procedimento deve ser realizado sempre por um médico ou fisioterapeuta para tomar a prova ventilatória ou […]
LEIA MAIS