Medicina do trabalho: os primeiros passos para montar uma clínica

por maislaudo / Há 2 anos

Acompanhando o crescimento da atividade industrial e os avanços nas leis trabalhistas, a medicina do trabalho é uma área em expansão no país. Trata-se de uma especialidade da medicina com atuação direta na relação entre o trabalhador e a empresa contratante, servindo de garantia para os dois lados.

Embora esteja crescendo em importância, ainda há carência de clínicas no mercado, abrindo grandes oportunidades para empreender nesse setor. No entanto, é preciso estar atento a alguns detalhes e necessidades específicas desse tipo de negócio.

Pensando nisso, reunimos neste post os primeiros passos para você montar sua clínica de medicina do trabalho. Confira!

Fazer um plano de negócios e de marketing

O plano de negócios deve abordar questões como a competência dos gestores, os serviços oferecidos, diferenciais que tornam sua clínica a melhor opção, além de aspectos econômicos e financeiros. Dentre os quais podemos citar orçamento, custos, metas de faturamento, previsão de lucro e despesas fixas.

Já o plano de marketing deve conter as principais estratégias de divulgação da sua clínica, sem esquecer que a melhor propaganda é o próprio paciente quem faz. Por isso, investir em excelência no atendimento é uma boa opção. Além disso, atualmente, não podemos descartar as ações de marketing de conteúdo digital, por meio de perfis nas redes sociais e  site e/ou blog da própria empresa.

Vale dizer, que a propaganda na área de saúde tem as suas peculiaridades e deve respeitar as regras estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina no Manual de Publicidade Médica.

Analisar o mercado de medicina do trabalho

Outra ação prévia fundamental para quem vai abrir um negócio é estudar, cuidadosamente, o mercado. Em se tratando de clínicas de saúde ocupacional é importante analisar:

  • densidade populacional;
  • grau de industrialização;
  • nível socioeconômico e cultural;
  • pesquisa da concorrência e de fornecedores.

Escolha do local

Após levantamento dessas informações será possível escolher melhor a localização. Para facilitar o acesso dos trabalhadores é importante a clínica que seja próxima a um grande centro comercial e/ou industrial, bem como aos transportes públicos.

https://materiais.maislaudo.com.br/fale-com-um-consultor?utm_source=CTABlog

Adequar-se aos quesitos legais e sanitaristas

Antes de abrir as portas para funcionamento, é indispensável tirar as licenças e alvarás necessários, junto aos órgãos competentes — como Prefeitura Municipal e Vigilância Sanitária. Para isso, as dependências do estabelecimento deverão atender aos requisitos sanitários específicos.

Uma clínica de medicina do trabalho deve prestar exames multidisciplinares, oferecendo conforto, segurança e privacidade aos pacientes. Além de contar com profissionais aptos a realizar perícias ocupacionais externas.

Organizar a estrutura e o funcionamento

Definido o local e acertadas as questões legais, é a hora de planejar e organizar a estrutura física e operacional.

Estrutura

O espaço deve ser proporcional à demanda de trabalhadores do mercado e à complexidade dos serviços a serem oferecidos, conforme estabelecido no plano de negócios. No entanto, alguns detalhes devem ser considerados:

  • possibilidade de expansão;
  • ventilação;
  • conforto acústico
  • atenção ao fluxo de pacientes
  • acessibilidade
  • esterilização;

Equipe

É importantíssimo treinar todos os profissionais contratados, incluindo os das áreas de recepção, limpeza, serviços gerais e administrativos e de saúde — técnicos, enfermeiras e médicos. A qualificação aumenta o comprometimento, reduz custos e melhora o rendimento.

Equipamentos

Assim como o espaço, os equipamentos necessários serão definidos de acordo com os serviços prestados na clínica, de forma geral, são eles:

  • de apoio e administração — computadores, móveis, ar-condicionado e outros;
  • de manipulação e aferição — estetoscópio, balança, aparelho de pressão, endoscópios, etc;
  • móveis hospitalares — macas, camas, mesas para exames, cadeiras de rodas;
  • para diagnóstico — raio-X, tomógrafos, eletros, ressonância, microscópios e mais.

Processos de atendimento e administração

Informatizar processos é uma forma de otimizar o tempo e garantir mais eficiência no dia a dia. Além dos softwares habituais, clínicas dessa categoria podem contar com a telemedicina. Com ela, os exames são realizados por técnicos de enfermagem e os laudos são emitidos à distância, eliminando a necessidade de contratação de médicos especialistas e reduzindo custos.

Embora, montar uma clínica de medicina do trabalho se assemelhe a abrir outros estabelecimentos de saúde, para prosperar é preciso estar atento a uma série de peculiaridades características do setor.

Quer saber mais sobre este assunto? Leia nosso artigo O que é CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde)?

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Como informatizar sua clínica de medicina do trabalho em 4 passos

A informatização de uma clínica de medicina do trabalho gera benefícios que podem ser percebidos pelos pacientes e pelos funcionários da empresa. Contudo, os gestores ficam com muitas dúvidas em relação ao tipo software a ser implantado e as mudanças organizacionais que serão feitas. Os avanços tecnológicos vieram para otimizar as atividades de uma empresa […]
LEIA MAIS

3 dicas para otimizar a gestão de clínica de medicina do trabalho

Otimizar a gestão de uma clínica de medicina do trabalho é uma tarefa que exige conhecimentos técnicos e gerenciais específicos. Se, por um lado, deve-se prezar pela assistência de qualidade ao paciente, por outro a preocupação é com a implantação de serviços efetivos. O equilíbrio entre as duas demandas garantirá uma percepção positiva dos indivíduos em […]
LEIA MAIS

4 passos para o planejamento estratégico da clínica

Dentro da universidade os futuros profissionais de saúde não recebem muita instrução de como ser um empresário, de como gerir os recursos, de como fazer um ambiente ser eficiente. Isso pode oferecer uma dificuldade a mais para aqueles que desejam abrir a sua própria empresa. O planejamento estratégico da clínica requer conhecimentos que estão fora […]
LEIA MAIS