fbpx

Medicina de precisão: o que é e como implementá-la?

por maislaudo / Há 7 meses
medicina de precisão

A tecnologia trouxe avanços significativos para a área da saúde, com novas práticas de tratamento, novos equipamentos diagnósticos, etc. Uma das novidades mais revolucionárias do segmento é o conceito de medicina de precisão. 

Essa prática de o objetivo de oferecer um tratamento mais eficiente e personalizado para os pacientes. Para que isso seja possível é realizada uma investigação clínica muito mais profunda e detalhada. 

No texto a seguir vamos explicar melhor o conceito de medicina de precisão. Além disso, você vai descobrir o que deve ser feito para implementá-la em sua clínica. 

Você pode se interessar também:

O que é medicina de precisão? 

É uma modalidade de tratamento mais personalizada, logo, mais assertiva. Além dos dados já tradicionais utilizados para o diagnóstico de doenças (histórico do paciente, sintomas, exames, etc), a medicina de precisão usa também o perfil genético do indivíduo. 

Ou seja, são mais dados e informações que vão permitir que o médico indique um tratamento personalizado para cada paciente. 

Por exemplo, digamos que dois indivíduos com hipertensão vão ao mesmo consultório. Se eles apresentam similaridades no histórico clínica, muito provavelmente lhes serão receitados o mesmo remédio. Porém, é impossível saber se ambos irão reagir da mesmo forma ao medicamento. 

Um deles pode responder muito rapidamente ao tratamento, e o outro não, podendo inclusive apresentar efeitos colaterais. Mas o que os difere? A resposta está em algum aspecto em seu genoma. É o que a medicina de precisão vai identificar. Ou seja, ela permite a escolha de drogas que minimizem efeitos colaterais e que produzam os melhores resultados. 

Como a medicina de precisão funciona na prática? 

A Medicina de precisão surgiu do conhecimento de que as sequências e alterações genéticas de cada indivíduo podem ser utilizadas na prevenção e tratamento médico. 

Logo, através desse conhecimento torna-se possível o desenvolvimento de medicações alvo mais assertivas. 

As análises na medicina de precisão envolvem o conhecimento do genoma de cada indivíduo, assim como suas inter-relações com o ambiente: microbioma, lipidoma, metaboloma, etc. 

Todos esses dados serão transformados em algoritmos matemáticos que serão utilizados para composição de padrões clínicos. Estes por sua vez determinarão o melhor tratamento para o paciente. 

Medicina de precisão no Brasil 

A medicina de precisão não é ainda uma prática muito disseminada no Brasil. Porém, já existem alguns avanços no sentido de trazer a implementação dessas medidas para o país.

No campo da pesquisa, o destaque vai para a criação da Rede Nacional de Farmacogenética, em 2013. O objetivo da rede foi a geração de dados farmacogenéticos da população brasileira. 

Em 2015, a Fapesp apoiou a criação da Brazilian Initiative on Precision Medicine (BIPMed), que envolve instituições de ensino e pesquisa públicas do estado de São Paulo. O objetivo da iniciativa era de criar uma plataforma para estocar dados genéticos provenientes de cinco centros sediados nessas instituições. 

Em 2017 foi criada a Associação Brasileira de Medicina Personalizada e de Precisão.

Fonte: IPEA – Centro de Pesquisa em Ciência, Tecnologia e Sociedade. 

Como implementá-la na sua clínica? 

Como dissemos acima, a medicina de precisão ainda é uma iniciativa que não conta com muitos adeptos no Brasil. Entretanto, caso seja do interesse da sua clínica, é possível sim utilizar a metodologia para o diagnóstico e tratamento de pacientes. 

Para que isso seja possível, o mais importante é contar com uma equipe multidisciplinar em sua clínica. Geralmente instituições que atuam com medicina de precisão contam com equipes formadas por bioquímicos, farmacêuticos, geneticistas, biólogos, além de médicos de várias especialidades. 

Além disso, é possível contar com recursos que permitam a realização de testes genéticos. Eles podem ser feitos na própria clínica, e para isso será necessário adquirir os equipamentos apropriados para tal. Ou então realizar a terceirização dos testes genéticos com empresas especializadas. 

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Medicina do trabalho: como usar a tecnologia a favor

As tecnologias ajudam a simplificar a rotina de diversas formas, por isso, é fundamental saber usá-las a favor do seu negócio. Neste artigo vamos apontar como os aparatos tecnológicos podem beneficiar a gestão na medicina do trabalho. As tecnologias vão auxiliar na otimização do serviço desempenhado na medicina do trabalho, resultando no aumento da qualidade […]
LEIA MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *