fbpx

Realidade virtual na medicina: principais usos e benefícios

por maislaudo / Há 4 semanas
realidade virtual na medicina 

Nos últimos anos a tecnologia vem modificando consideravelmente a prestação de serviços médicos em todo o mundo. São vários os recursos que chegam para inovar e otimizar o segmento da saúde. Um deles é a realidade virtual na medicina. 

Muitas vezes quando pensamos em recursos de realidade virtual, sentimos que é algo muito distante, coisas de filme mesmo, concorda? Mas o fato é que essa inovação já está mais presente na medicina do que imaginamos, seja de forma experimental ou já colocadas em prática em alguns casos.

Pensando nisso, preparamos este texto para fazer uma breve contextualização do atual cenário da realidade virtual na medicina. Você vai descobrir quais são as aplicações deste recurso na saúde, além de conhecer os principais benefícios.  

Você pode se interessar também: 

  • IoT na medicina: exemplos de como a Internet das Coisas avança na área da saúde
  • Health Mobile: conheça a tecnologia e suas vantagens para instituições de saúde

O que é realidade virtual? 

A realidade virtual é uma tecnologia que faz uso de vídeos de grafismos em 3D para criar um ambiente virtual que se assemelha com um ambiente real. 

Isso é possível graças ao desenvolvimento de softwares, computadores de alto desempenho e periféricos especializados, que colocam o usuário em um cenário de três dimensões.

Dentro de um ambiente de realidade virtual, há basicamente três princípios: imersão, interação e envolvimento. 

Ou seja, pode-se dizer que, ao ser inserido em uma realidade virtual, o usuário estende a percepção de seus cinco sentidos. Os recursos tecnológicos permitem que ele tenha a sensação de estar realmente em uma realidade paralela.

Para que essa experiência seja sentida são utilizados alguns equipamentos, como por exemplo, os óculos de RV, rastreadores, capacetes, fones de ouvido, dentre outros. 

A realidade virtual na medicina 

O uso da realidade virtual na medicina ainda encontra-se em fase inicial. A grande maioria das aplicações deste recurso na área da saúde está sendo estudada, dado a complexidade da tecnologia. Porém, avanços já estão sendo noticiados massivamente nos últimos anos. 

Os principais campos que estão sendo beneficiados pelos estudos de realidade virtual na medicina são: 

  • Treinamentos cirúrgicos
  • Estudo de anatomia
  • Biosimulação
  • Biomecânica
  • Imagenologia médica

Estas são apenas algumas áreas que já estão aos poucos colhendo os frutos do desenvolvimento da tecnologia de realidade virtual. 

A seguir vamos apresentar detalhes de algumas das aplicações mais promissores desta inovação para a medicina. Confira! 

Treinamento profissional 

Um dos principais benefícios da utilização da realidade virtual na medicina é com certeza a ampliação das possibilidades de aprimoramento da técnica médica.

 Ou seja, a imersão de profissionais da saúde em um ambiente de realidade paralela permite uma maior qualificação e simplificação do aprendizado. Isso acontece pois há uma maior capacidade de interação e observação com aquilo que está sendo ensinado.

Graças a este recurso, profissionais podem ter contato com procedimentos cirúrgicos sem precisar de fato estar numa sala de cirurgia. Dessa forma, é possível praticar as técnicas e procedimento sem colocar a vida de nenhum paciente em risco. 

Um exemplo desta vantagem que já está sendo colocada em prática é o simulador de cirurgias, da Universidade de Stanford. O equipamento de realidade virtual médica permite que os estudantes treinem suas técnicas, sem riscos, e recebam feedbacks instantâneos caso cometam algum tipo de erro. 

Estudo de anatomia 

A tecnologia realidade virtual permite uma visualização muito mais detalhada da anatomia. Afinal, faz-se uso de imagens tridimensionais, o que proporciona análises mais minuciosas da estrutura interna do corpo humano. 

Por exemplo, é possível utilizar o recurso de semitransparência para analisar com mais detalhe a estrutura interna do órgão. Ou ainda produzir visões mais seletivas do corpo, de modo a observar regiões que dificilmente seriam acessadas de forma convencional. 

Imagenologia médica

A realidade virtual na medicina representa uma nova visão para a especialidade diagnóstico de Imagenologia médica. Assim como descrito anteriormente, a tecnologia permite a visualização mais detalhada e assertiva dos resultados deste tipo de exame. 

O estudo mais avançado neste sentido acontece na Universidade da Carolina do Norte. Os pesquisadores estão desenvolvendo um método alternativo para o planejamento de sessões de radioterapia. 

Funciona da seguinte maneira, o médico usa um HMD, equipamento que permite que ele explore com mais detalhes o modelo gráfico do paciente, analisando o resultado pelos melhores ângulos. 

Com esse sistema, o profissional pode posicionar-se em qualquer lugar, inclusive na posição de onde os raios partem, e assim “ver” de fato por onde eles irão passar. A manipulação dos feixes, realizado com um dispositivo preso à mão do médico, torna-se mais fácil e intuitiva devido à imersão no ambiente virtual. (SANTOS, 2005)

Ultrassonografia 

A ultrassonografia é outro campo da área da saúde que tem se beneficiado com os recursos da realidade virtual. O ultra-som tridimensional (3D) é capaz de produzir imagens coloridas e em tempo real, e este pode ser visualizado com detalhes em aparelhos de realidade paralela. 

O recurso representa um grande avanço para o setor uma vez que possibilita o diagnóstico precoce de malformações, uma vez que permite uma visualização mais fiel de todas as estruturas do feto.

Além disso, o ultrassonagrafia tridimensional também pode ser utilizada para avaliar tumores com mais precisão de detalhes, e verificar o volume dos órgãos. 

Benefícios da realidade virtual para a medicina 

A realidade virtual é mais um dos avanços que a tecnologia está trazendo para a medicina. E, apesar de encontrar-se ainda em fase de pesquisa, a prática já demonstra sua capacidade de revolucionar a rotina médica em todo o mundo.

Listamos alguns dos principais benefícios que podemos perceber com sua aplicação. Veja só:  

  • Minimiza a dor de pacientes em determinados tratamentos/procedimentos médicos, uma vez que é capaz de estimular seus sentidos. 
  • Maior qualificação na capacitação de estudantes e profissionais já formados na área da saúde
  • Mais qualidade de vida para os pacientes
  • Diagnósticos mais assertivos e ágeis. 

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Conheça 5 benefícios da telessaúde para a medicina ocupacional

Você já ouviu falar sobre telessaúde? É a utilização de tecnologias de informação e comunicação para transmissão e organização de informações e serviços em saúde. Ou seja, com a telessaúde, as barreiras geográficas e temporais são quebradas e, hoje, médicos e outros profissionais da saúde podem obter novas experiências e trocar informações mesmo que estejam […]
LEIA MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *