fbpx

Tomografia do joelho: como é feita e o uso da telemedicina no exame

por eDialog / Há 6 meses
tomografia de joelho

A tomografia de joelho é muito utilizada principalmente para diagnóstico e planejamento de tratamento em ortopedia e medicina esportiva. Neste artigo, vamos conhecer detalhes sobre o exame, como modo de preparo e uso da telemedicina no processo. Continue a leitura e fique por dentro!

Como é feita a tomografia do joelho?

A tomografia do joelho, mais conhecida como tomografia computadorizada (TC), é um procedimento de diagnóstico por imagem que utiliza raios-X e tecnologia de computador para produzir imagens detalhadas da área do joelho. 

A TC do joelho é um procedimento rápido, geralmente levando apenas alguns minutos para ser concluído. 

Preparação do paciente

Antes do exame, pode ser solicitado ao paciente que remova joias ou objetos metálicos e use um vestuário hospitalar. Em alguns casos, pode ser necessário o uso de um contraste, que é ingerido ou injetado para melhorar a visualização de certas estruturas.


O paciente é deitado em uma mesa de exame que desliza para dentro de um grande aparelho em forma de anel, conhecido como tomógrafo. É importante que o paciente fique imóvel durante o exame para garantir imagens claras.


Para que serve a tomografia do joelho?

A tomografia computadorizada (TC) do joelho serve para vários propósitos diagnósticos e de planejamento terapêutico na medicina, particularmente na ortopedia e na medicina esportiva, como citado anteriormente. Algumas das principais utilizações incluem:

  • Diagnóstico de fraturas: A TC é extremamente útil na identificação de fraturas complexas no joelho, especialmente aquelas que são difíceis de visualizar em radiografias convencionais;
  • Avaliação de lesões nos ligamentos e tendões: Embora a ressonância magnética (RM) seja geralmente preferida para avaliar tecidos moles, a TC pode ser usada para avaliar lesões nos ligamentos e tendões do joelho em determinadas circunstâncias;
  • Detecção de doenças degenerativas: A tomografia pode ajudar a identificar condições degenerativas, como osteoartrite, fornecendo imagens detalhadas da cartilagem, ossos e outras estruturas do joelho;
  • Identificação de tumores e infecções: A TC pode ser utilizada para detectar a presença de tumores ósseos, infecções ou outras anormalidades dentro ou ao redor da articulação do joelho;
  • Planejamento cirúrgico: Em alguns casos, a TC pode auxiliar no planejamento de procedimentos cirúrgicos, oferecendo uma visão detalhada da anatomia do joelho;
  • Avaliação pós-operatória: Após a cirurgia do joelho, a TC pode ser usada para avaliar o resultado do procedimento, incluindo a colocação de implantes ortopédicos, como próteses de joelho;
  • Diagnóstico de condições específicas: Em casos de suspeita de condições específicas, como a doença de Osgood-Schlatter ou a condromalácia patelar, a TC pode fornecer informações valiosas.


A escolha de usar a TC em vez de outras modalidades de imagem, como a ressonância magnética ou a radiografia, depende de vários fatores, incluindo o tipo específico de lesão ou condição, a idade do paciente, a presença de implantes metálicos e considerações de custo e disponibilidade.

Leia também: Tomografia x ressonância: afinal, como saber qual é melhor?

Tomografia no joelho precisa de contraste? 

Normalmente, a tomografia computadorizada (TC) do joelho não requer o uso de contraste. A TC sem contraste é geralmente suficiente para avaliar a maioria das condições ósseas e articulares no joelho, como fraturas, doenças degenerativas (como a osteoartrite), e algumas anormalidades anatômicas.

Contudo, em alguns casos específicos, o médico pode solicitar uma TC com contraste para obter mais detalhes sobre a vascularização ou para investigar certas patologias que envolvem os tecidos moles ou os vasos sanguíneos na região do joelho. 

O contraste, normalmente um material à base de iodo, é administrado oralmente ou por via intravenosa, e ajuda a melhorar a visualização e o contraste das imagens em áreas específicas.

O que é laudo de tomografia? 

O laudo de tomografia é um documento médico que contém a interpretação e análise de uma tomografia computadorizada (TC) realizada em um paciente. Este documento é elaborado por um radiologista, um médico especializado em diagnóstico por imagem. 

Após a realização da TC, as imagens geradas são cuidadosamente examinadas pelo radiologista, que busca identificar quaisquer anormalidades, condições ou doenças presentes.

No laudo, o radiologista descreve em detalhes as observações feitas a partir das imagens. Isso inclui a identificação de estruturas normais e a descrição de quaisquer achados anormais, como fraturas, tumores, infecções, lesões em tecidos moles, ou outros problemas de saúde relevantes. 

O radiologista pode comparar esses achados com exames anteriores do paciente, se disponíveis, para avaliar mudanças ou evolução da condição.

Além das observações específicas, o laudo também pode incluir uma conclusão ou resumo diagnóstico, que é uma interpretação clínica das imagens. Este resumo é especialmente útil para o médico que solicitou o exame, auxiliando-o no diagnóstico, no planejamento do tratamento ou no acompanhamento da condição do paciente.

Como funciona a emissão de laudos a distância da tomografia de joelho?

A emissão de laudos à distância de tomografia de joelho, conhecida como telerradiologia, é uma prática crescente na medicina moderna.

Após a realização da tomografia computadorizada do joelho, as imagens são digitalizadas e convertidas em formatos que podem ser facilmente transmitidos eletronicamente.


Estas imagens digitais são então transmitidas através de redes seguras para um radiologista em outro local. Esta transmissão geralmente ocorre através de sistemas de PACS (Picture Archiving and Communication System) que garantem a segurança e a privacidade dos dados do paciente.


Um radiologista especializado, muitas vezes em um local diferente do paciente, analisa as imagens e prepara um laudo detalhado, descrevendo os achados e fornecendo uma interpretação diagnóstica com base nas imagens do joelho.


O laudo é então enviado de volta ao médico que solicitou o exame, normalmente via sistema eletrônico, para revisão e continuidade do cuidado ao paciente.


Vantagens dos laudos online

  • Acesso a especialistas: Permite que instituições que não possuem radiologistas especializados no local tenham acesso a especialistas para avaliações mais precisas;
  • Rapidez no diagnóstico: A capacidade de enviar imagens digitalmente e receber laudos remotamente acelera significativamente o processo de diagnóstico;
  • Redução de custos: A telerradiologia pode reduzir os custos associados à contratação de especialistas em tempo integral, especialmente em áreas remotas ou em instituições com baixo volume de exames;
  • Flexibilidade: Os radiologistas podem trabalhar de locais remotos, proporcionando flexibilidade e possibilitando uma melhor distribuição dos especialistas;
  • Arquivamento e acesso: Os laudos online podem ser facilmente arquivados e acessados para consultas futuras, facilitando o acompanhamento do paciente.


Tire suas dúvidas sobre laudos médicos de exames a distância aqui. 

 

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Exame de imagem: vantagens do uso da telemedicina no diagnóstico

O exame de imagem está entre as demandas mais solicitadas em instituições de saúde. Logo, é fundamental que gestores encontrem formas de otimizar e qualificar o fluxo desse serviço. Nesse sentido, a telemedicina é um dos principais aliados na busca por diagnósticos mais ágeis.  Ao longo deste artigo vamos explorar o conceito do diagnóstico por […]
LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *