fbpx

Medicina baseada em evidências: entenda o que é e como aplicá-la

por maislaudo / Há 3 meses
medicina baseada em evidências

O exercício da medicina requer cuidado e dedicação rigorosos, uma vez que lida com a vida e o bem estar das pessoas. O conceito de medicina baseada em evidências tem justamente o intuito de promover um maior embasamento e criteriosidade na prática médica. 

Com a aplicação dessa metodologia, almeja-se reduzir os erros durante o tratamento dos pacientes. 

Quer entender melhor o que é e como é possível aplicar a medicina baseada em evidências na rotina médica? Então é só continuar a leitura, pois vamos esclarecer os principais pontos sobre o tema abaixo. 

O que é medicina baseada em evidências?

A medicina baseada em evidências (MBE) diz respeito ao uso consciente da melhor evidência clínica disponível na tomada de decisões sobre o tratamento de determinado paciente. 

Portanto, o conceito prega que toda decisão médica sensível para o bem-estar de um indivíduo deve ser realizada após a avaliação de critérios metodológicos rigorosos. Dessa forma, avalia-se cientificamente a eficácia e efetividade das intervenções a serem realizadas. 

Em geral, a prática se fundamenta em três princípios, sendo eles: 

Evidências 

São os estudos clínicos considerados relevantes para a medicina. Estes devem ser focados em pacientes e na veracidade de testes diagnósticos, assim como se fundamentar pela eficácia e segurança dos procedimentos realizados. 

Experiência clínica

São as habilidades clínicas obtidas em experiências anteriores do profissional. Ou seja, o conhecimento acumulado em tratamentos anteriores também servem de embasamento para tomadas de decisões presentes e futuras. 

Afinal, essa experiência ajuda o profissional a identificar o estado de saúde de pacientes, seu diagnóstico, além dos riscos e vantagens de se optar por determinada intervenção. 

Desejos do paciente

As vontades do paciente também devem ser consideradas no momento de realizar uma decisão clínica. Suas preferências e expectativas devem ser respeitadas nesse processo, cabendo ao especialista orientá-lo sobre o melhor tratamento, mas nunca impondo isso.  

Início do conceito

A prática de medicina baseada em evidências foi criada por um grupo de pesquisadores da Universidade McMaster, Canadá. A proposta da equipe era incluir estudos clínicos no processo de tomada de decisão médica. 

Com isso, objetivavam incluir mais ciência na prática médica. No período de sua criação, iniciou-se o acesso aos computadores, o que incentivou seus criadores a usarem o fato como alavanca facilitadora para a sua implementação.

O que é necessário para praticá-la?

A prática requer, principalmente, uma mudança de mindset do profissional, assim como o desenvolvimento de habilidades para filtrar as informações que sejam relevantes para cada situação. 

Listamos abaixo quais são os passos mais importantes para aplicar a MBE em clínicas e consultórios médicos. Veja!

Elaboração da pergunta clínica 

Essa é uma das etapas mais importantes para o sucesso da medicina baseada em evidências. Isso porque o profissional precisa identificar como direcionar a sua pesquisa metodológica e isso ocorre após a elaboração da pergunta clínica.

Uma técnica utilizada por muitos especialistas é a PICO, sigla que descreve os quatro conceitos mais importantes de uma pergunta clínica. Entenda:  

  • Paciente: o profissional deve reunir o máximo de informações sobre o indivíduo e a sua situação clínica. Aqui é importante que ele seja o mais minucioso possível, de modo que se tenha um melhor direcionamento para a elaboração da pergunta. 
  • Intervenção: é o procedimento no qual o paciente será submetido. Isso pode ser um medicamento, exame diagnóstico, processo cirúrgico etc. 
  • Comparação: não há nada absoluto na medicina, o que há são tratamentos e procedimentos melhores ou piores para determinados casos. Logo, cabe ao profissional identificar contra qual comparação a escolha deve se mostrar melhor. 
  • Outcome (desfecho clínico): definição de qual o resultado de interesse. Qualidade de vida, sobrevida e cura são os principais desfechos clínicos principais.  

Vamos a um exemplo prático para que tudo fique mais claro. Digamos que você tenha um paciente com diabetes e precisa indicar um tratamento. Neste caso sua pergunta clínica pode ser algo como: 

Em um paciente com diabetes (P) a utilização do medicamento Glibenclamida (I) é mais eficaz para o controle da doença (O) do que a insulina (C)? 

Busca por informações

Com a pergunta clínica em mãos, o profissional deve buscar estudos clínicos que o ajudarão a tomar a decisão mais adequada. 

Ou seja, ele deve identificar qual é a melhor evidência para responder à sua pergunta. 

Para isso, é indicado que ele utilize as principais bases de dados da área da saúde para filtrar seus estudos. São algumas das mais completas e populares: medline, embase, scielo, lilacs.

Análise crítica da evidência

Ao encontrar a evidência, o profissional deve avaliá-la criticamente de modo a determinar sua validade e aplicabilidade ao paciente em questão. 

Para determinar essa confiabilidade, o profissional pode utilizar uma classificação chamada de níveis de evidências. Ela irá ajudá-lo a identificar o que é uma evidência forte e relevante. 

Veja na tabela abaixo como se dá a classificação que tem as revisões sistemáticas como melhores estudos e a opinião isolada de especialistas no menor nível de confiança. 

níveis de evidências medicina

E aí, gostou do assunto? Aproveitamos e separamos outros conteúdos que podem ser úteis para a sua clínica médica. Veja só: 

Marketing de relacionamento: como implementá-lo na sua clínica médica?

Robótica na medicina: quais as principais inovações da área?

Acreditação ONA para clínicas: o que é e qual sua importância?

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Entenda como funcionam os laudos online

A emissão de laudos online é uma estratégia inovadora que tem melhorado os serviços de saúde no aspecto assistencial e gerencial. Por meio da implantação dessa ferramenta, o gestor garante laudos mais detalhados em menor tempo. Além disso, para se adequar a essa tecnologia, não são necessárias mudanças significativas nas rotinas existentes. Em geral, os ajustes acontecem apenas nos horários […]
LEIA MAIS

Medicina de precisão: o que é e como implementá-la?

A tecnologia trouxe avanços significativos para a área da saúde, com novas práticas de tratamento, novos equipamentos diagnósticos, etc. Uma das novidades mais revolucionárias do segmento é o conceito de medicina de precisão.  Essa prática de o objetivo de oferecer um tratamento mais eficiente e personalizado para os pacientes. Para que isso seja possível é […]
LEIA MAIS

Impressora 3D na medicina: entenda seus usos e benefícios

O uso de impressoras 3D na medicina tem sido cada vez mais frequente. A tecnologia trouxe avanços significativos para o setor, principalmente para a área de medicina regenerativa.  De acordo com um estudo realizado em 2018 pela Transparent Marketing Research, o mercado de dispositivos 3D deve ter um crescimento médio anual de 17,7% até 2025.  […]
LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.