Gestão de estoque: dicas para otimizar essa prática na sua clínica

por maislaudo / Há 3 meses
gestão de estoque em instituições de saúde

Gestão de estoque em clínicas médicas

Uma boa gestão de estoque é fundamental para garantir a eficiência na rotina de instituições de saúde. Sem um controle de estoque adequado há riscos consideráveis para a saúde financeira da clínica e inclusive impactos negativos na qualidade do atendimento oferecido. 

Por isso, é importante que a instituição estabeleça práticas que vão garantir a organização da gestão de estoque. 

Mas afinal, por onde começar? O que deve ser priorizado? Continue a leitura e confira as dicas que preparamos para otimizar o controle de estoque na sua clínica médica. 

 

Importância da gestão de estoque 

O gerenciamento de insumos farmacêuticos é um dos pontos críticos na gestão de consultório. Afinal, quando feito incorretamente traz acúmulo de itens sem movimentação e falta de outros considerados essenciais para o funcionamento da empresa.

Ter um estoque bem organizado é importante para qualquer empresa. Porém, quando falamos de instituições de saúde este tópico merece uma atenção ainda maior. Isso porque os produtos são imprescindíveis para a realização dos devidos procedimentos e atendimentos na clínica, de forma a oferecer uma assistência adequada ao paciente. 

Além disso, a gestão de estoque oferece insumos para que a empresa possa direcionar os recursos de forma mais estratégica. E claro, evita-se com isso o desperdício de materiais, que muitas vezes tem um custo muito elevado para a instituição. 

Dicas para otimizar a gestão de estoque na clínica médica

Uma das formas de otimizar a gestão de estoque em clínicas médicas é fazer um levantamento dos itens de maior movimentação e relacioná-los com o grau de importância na rotina. Listando também aqueles que têm substitutos, e os que a falta prejudicam significativamente a rotina clínica.

Além claro, de atentar-se com o armazenamento adequado dos produtos. E também, investir em softwares que vão simplificar e automatizar esse controle é sempre uma boa opção. 

Entenda melhor como realizar na prática cada item destes citados acima: 

Faça inventários periodicamente

Ao realizar inventários periodicamente, sua empresa será capaz de entender melhor como é o fluxo de saída de medicamentos. E com isso, entender se há alguma sazonalidade que afeta a rotina, e em quais períodos isso acontece. 

Por exemplo, podem haver determinadas épocas do ano em que a saída de certos remédios seja maior devido a mudanças climáticas. Isso só será mapeado quando houver um acompanhamento a longo prazo. 

Atenção com o armazenamento

O local onde será armazenado os produtos e medicamentos hospitalares deve ser cuidado com muita atenção para garantir a qualidade e segurança de uso dos medicamentos. 

Para que isso seja feito de forma adequada é preciso que o ambiente siga recomendações estipuladas pelos fabricantes quanto à temperatura, iluminação, etc. 

O armazenamento em más condições podem danificar a qualidade dos produtos, alterando suas características químicas e como consequência trazer uma série de prejuízos financeiros. 

Organize de forma adequada o estoque

A organização do ambiente é fundamental para uma gestão de estoque mais assertiva. É importante estabelecer padrões de organização que facilitem o manuseio diário de medicamentos e produtos e evitem o desperdício. 

Essa organização pode ser feita de diversas formas. Como por exemplo, utilizando um sistema de cores para identificar os produtos de acordo com sua categoria. Uma boa prática é organizar os medicamentos perecíveis de acordo com a data de vencimento, evitando com isso o desperdício de material.

Planejamento de reposição 

Quando se há o conhecimento da necessidade da demanda hospitalar, é possível fazer um planejamento de reposição adequado. Com isso, evita-se imprevistos de falta de medicamentos importantes e desperdícios de outros. 

Com esse tempo é possível inclusive fazer comparações de preços dos fornecedores e encontrar aquele com o melhor custo benefício para sua clínica. 

Uma dica é criar um cadastro com o histórico dos fornecedores contratados nos últimos meses. Dessa forma, será possível realizar uma pesquisa de mercado e negociar melhores contratos para sua clínica.

Invista em softwares de gestão de estoque

A tecnologia é um dos principais aliados para otimização da rotina, e o mesmo acontece quando o assunto é a gestão de estoque. Por isso, fique de olho nos softwares e planilhas disponíveis online que podem simplificar todo o processo para você de forma muito mais eficiente. 

Trouxemos duas dicas de plataformas que podem ser utilizadas para este objetivo. Confira: 

 

Iclinic

Com o software Iclinic é possível gerar planilhas e relatórios de consumo mensal. Isso permite que a sua clínica seja capaz de equilibrar as contas com o controle do custo de cada procedimento e o gasto com cada paciente. 

Clique aqui e veja mais funcionalidades do software. 

SPDATA

Com o SPDATA é possível integrar os sistemas de informações gerenciais, além de promover fluxos de informação contínuos. O software permite o controle de estoque, realiza a gestão do bloco cirúrgico, dentre outras funcionalidades. 

Saiba mais sobre o software clicando aqui

OUTRAS PUBLICAÇÕES

3 dicas para otimizar a gestão de clínica de medicina do trabalho

Otimizar a gestão de uma clínica de medicina do trabalho é uma tarefa que exige conhecimentos técnicos e gerenciais específicos. Se, por um lado, deve-se prezar pela assistência de qualidade ao paciente, por outro a preocupação é com a implantação de serviços efetivos. O equilíbrio entre as duas demandas garantirá uma percepção positiva dos indivíduos em […]
LEIA MAIS

4 dicas para otimizar o faturamento hospitalar

É natural que os gestores ou coordenadores de clínicas busquem alternativas para otimizar o faturamento hospitalar, aprimorando a sua gestão e a sua organização. Por isso, algumas boas medidas são necessárias e devem ser colocadas em prática. Para que você saiba mais sobre o assunto e consiga, efetivamente, otimizar o faturamento da sua clínica, elaboramos […]
LEIA MAIS

Gestão de Operações: 4 formas de otimizar os processos de sua clínica

A gestão de operações é uma estratégia necessária e eficaz para o controle das atividades de uma clínica. Seus fundamentos e aplicações são notórios para os gestores que lidam com custos em saúde rotineiramente. Todavia, é fundamental exercer plenamente esses processos para ter certeza do diagnóstico situacional e propor medidas corretivas e preventivas, conforme o […]
LEIA MAIS