fbpx

7 dicas de contabilidade para clínicas e consultórios médicos

por eDialog / Há 3 dias
contabilidade para clínicas médicas

Ter um bom controle financeiro é essencial para todo tipo de negócio, inclusive para o setor da saúde. Por isso, gestores devem ficar atentos quanto ao planejamento de contabilidade para clínicas médicas. 

Afinal, esse controle e acompanhamento financeiro é fundamental para que o negócio funcione de forma sustentável e lucrativa. Com isso estruturado, a clínica se torna muito mais produtiva e, consequentemente, competitiva. 

Nós vamos te ajudar nessa tarefa. Listamos sete dicas de contabilidade que podem ser aplicadas em sua clínica médica. Continue a leitura e confira!

1. Não misture despesas da clínica com os gastos pessoas

Por ser um negócio particular, muitos proprietários acabam misturando as despesas pessoais com os gastos da clínica, o que prejudica o acompanhamento financeiro.

Portanto, quando for organizar as entradas e saídas é importante distinguir ambas despesas. Neste caso, o mais recomendável é criar contas separadas, uma para pessoa física e outra para pessoa jurídica. 

Dessa forma, os gastos da clínica podem ser analisados de forma real, sem possíveis distorções que poderiam causar falta ou excesso de recursos financeiros. 

2. Faça o acompanhamento do fluxo de caixa

A saúde financeira de qualquer estabelecimento começa com um acompanhamento assertivo do fluxo de caixa. Assim é possível entender para onde estão indo seus recursos, o que permite que sejam propostos cortes, substituições ou reduções de certos gastos. 

Para que isso seja possível, a contabilidade da clínica médica deve categorizar os gastos e entradas detalhadamente. Isto é, organizá-los em áreas como: atendimento, pagamentos de salários, custos fixos com aluguel, luz etc. 

3. Tenha um planejamento financeiro

Além de acompanhar a movimentação financeira, também é importante criar um plano de ação para o futuro. Para isso, você vai precisar de dados de seu fluxo de caixa. 

A partir da análise de dados históricos, é possível planejar o futuro da clínica. Ou seja, definir onde e quando os lucros da clínica serão aplicados, e ainda, meios de corrigir eventuais falhas da contabilidade. 

De forma prática, com um planejamento financeiro, é possível prever se o negócio terá recursos financeiros para ações como novas contratações, aquisição de novos equipamentos etc. 

Leia também: Como fazer planejamento financeiro para a área médica?

4. Utilize a tecnologia a seu favor

A tecnologia é uma grande aliada para a otimização da gestão médica. Atualmente é possível encontrar diversas opções de softwares e aplicativos exclusivos para o setor que trazem benefícios como aumento da produtividade, eliminação de burocracias, entre outros. 

Uma das funcionalidades é a de automação dos processos e registros das transações financeiras. Com isso, o controle contábil torna-se muito mais ágil e assertivo, diminuindo também a possibilidade de erros. 

5. Atenção com a gestão de estoque

Uma etapa que pode passar despercebida por muitos, mas que gera grandes impactos na contabilidade de clínicas médicas é a gestão de estoque. O acompanhamento dos insumos é fundamental para evitar gastos excessivos e desnecessários. 

Com uma gestão adequada, sua clínica terá insumos para direcionar os recursos de forma mais estratégica. Além disso, minimiza-se o desperdício de materiais, o que muitas vezes gera custos elevados para a instituição. 

Listamos algumas boas práticas de gestão de estoque: 

  • Faça um levantamento dos itens de maior movimentação e relacione-os com o grau de importância na rotina;
  • Liste os itens que têm substitutos, e os que a falta prejudica significativamente a rotina na clínica;
  • Armazene os produtos em categorias e em um local seguro; 
  • Invista em softwares que vão ajudar a automatizar esse controle. 

6. Conte com a ajuda de um contador

O controle da contabilidade para clínicas médicas pode ser desafiador, principalmente pelo nível de especificidade de determinados trâmites. Por isso, recomendamos que o seu negócio busque ajuda profissional, neste caso, um contador.

Esse suporte será importante para que sua instituição tenha a segurança de contar com uma avaliação justa de suas finanças. Além disso, o contador ajuda o negócio a manter a conformidade com as normas destinadas à atividade médica. 

7. Atenção com a tributação

Outra importante tarefa da contabilidade para clínicas médicas é a escolha do melhor tipo de tributação. 

Para isso, é importante conhecer as modalidades de modo a entender qual delas a sua clínica terá o melhor enquadramento, pagando menos impostos e, ao mesmo tempo, mantendo-se em dia com o Fisco.

As opções disponíveis atualmente são: 

  • Regime Simples Nacional: neste caso, enquadram-se empresas com receita bruta de até R$4,8 milhões;
  • Tributação do Lucro Presumido: geralmente direcionado para negócios que contam com margens de lucro acima da presunção, poucos custos operacionais e uma folha de pagamento baixa;
  • Lucro Real: adequado para empresas que têm margem de lucro menor que 32%.

De acordo com a Soluzione, empresa especializada em contabilidade para clínicas médicas, para instituições que não tem funcionários, a melhor solução é o tributo com o lucro presumido. Com isso, evita-se a tributação inicial para clínicas em 15,5% no regime do simples nacional.

Importantes ressaltar ainda que a legislação sofre mudanças periódicas, portanto, é preciso que a opção pelo regime tributário seja analisada anualmente.

Você pode se interessar também: 

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Gestão de tarefas para médicos: 6 dicas para um bom gerenciamento

A gestão de tarefas para médicos diz respeito ao desenvolvimento de ações que têm como objetivo final proporcionar mais qualidade no atendimento prestado. Um bom gerenciamento fundamenta-se na aplicação de conhecimentos administrativos na rotina médica, assim como na otimização constante dos processos.  Para alcançar bons resultados em qualquer instituição médica, é necessário conhecer e aplicar […]
LEIA MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *