fbpx

Eletroencefalograma digital: diferenciais, como e por que solicitar

por maislaudo / Há 3 meses
eletroencefalograma digital

O eletroencefalograma digital é uma evolução do exame tradicional analógico. Essa versão proporciona maior detalhamento dos gráficos, facilitando um diagnóstico preciso. 

Por isso, se a sua clínica ainda não realiza o EEG digital, recomendamos que busque mais informações sobre essa modalidade. Assim, você garante um atendimento mais qualificado para os pacientes e ainda promove a otimização da gestão hospitalar. 

No texto a seguir vamos explicar melhor como funciona e quais são os principais diferenciais dessa modalidade de exame. Continue a leitura e fique por dentro!

O que é eletroencefalograma digital? 

O eletroencefalograma é o exame indicado para o diagnóstico e acompanhamento de doenças cerebrais. 

Os neurônios são células nervosas que funcionam e se comunicam através de impulsos elétricos, gerados naturalmente e transmitidos de um para o outro. O EEG é capaz de amplificar e registrar esses impulsos, avaliando a atividade cerebral quanto à normalidade de seu ritmo e intensidade.

O exame é utilizado para o diagnóstico de tumores, acidente vascular cerebral, distúrbios do sono, coma, entre outras patologias. 

Sua versão digital tem o mesmo princípio, porém, diferencia-se por dispensar o uso de papel na emissão de resultados. Os registros no EEG digital são enviados a um software específico, que converte os sinais elétricos em pixels. 

Diferença entre EEG digital e analógico 

Como mencionado acima, a grande diferença entre o eletroencefalograma digital e a versão analógica está na visualização dos resultados obtidos no exame.

Enquanto na versão analógica os registros são feitos em um papel, através de uma impressora, na modalidade digital isso é transformado em imagens digitais, através da decodificação de um software. 

Os aparelhos de EEG antigos registram os testes em uma bobina de papel, funcionando como uma impressora offset. Após a realização do exame, ela irá imprimir o resultado, o que pode gerar metros e metros de papel de comprimento. 

Já com o aparelho digital do EEG, os resultados podem ser lidos em qualquer ambiente online, podendo ser impressos também, quando necessário. 

Um dos diferenciais do eletroencefalograma digital frente sua versão tradicional é o fato dele permitir a seleção de trechos específicos do gráfico. Além disso, a imagem tem melhor qualidade, permitindo maior precisão na localização de descargas epileptiformes. 

Modalidades de EEG

Existem três tipos de EEG, que são diferenciados em razão da complexidade e do objetivo do exame:

Eletroencefalograma clínico

Trata-se do exame convencional, realizado com o objetivo de investigar sintomas como ataques epiléticos, convulsões e outros problemas relativos ao sistema nervoso central.

Eletroencefalograma ocupacional

É assim denominado quando o exame tem fins relativos à saúde do trabalho. É indicado para colaboradores que atuam em funções de risco, como motoristas, trabalhadores em altura e pilotos de avião.

Eletroencefalograma com mapeamento cerebral

Também chamado de quantitativo, o EEG com mapeamento cerebral é uma versão aprimorada do exame tradicional, que inclui o processamento computadorizado dos sinais elétricos emitidos. 

Funciona assim: após a realização do EEG digital, são selecionadas partes específicas do teste, que vão produzir um mapa colorido. Ou seja, ele possibilita uma visão detalhada da atividade cerebral, a partir de um mapa no qual as ondas com amplitudes diferentes são marcadas com diversas cores.

Dessa forma, o médico terá mais condições de realizar uma análise mais profunda, o que vai beneficiar a busca por um diagnóstico preciso. 

Como a telemedicina ajuda no exame de eletroencefalograma digital?

Além de proporcionar imagens de maior qualidade, o EEG digital também permite o compartilhamento com plataforma de telemedicina. Dessa forma, sua clínica pode solicitar o serviço de emissão de laudos à distância. 

Sabemos que equipamentos de ponta são excessivamente caros e exigem profissionais capacitados para operá-los, limitando a possibilidade de que clínicas menores ofereçam determinados exames. 

O uso da telemedicina permite que mais clínicas ofereçam serviços como o EEG, por meio da redução dos custos dos procedimentos, do investimento em equipamentos e pessoal, e do processo para a confecção de laudos.

Além disso, o ganho de qualidade e agilidade no serviço confere um diferencial à empresa, que se destaca da concorrência e amplia sua capacidade de atendimento, aumentando o volume de pacientes.

Faça um teste em nossa plataforma e comprove todas as funcionalidades da emissão de um laudo neurológico à distância. Clique na imagem abaixo e garanta!

Como funciona o eletroencefalograma à distância? 

Os exames serão realizados normalmente na sua clínica, a diferença é que as imagens/gráficos obtidos no procedimento deverão ser encaminhados para uma empresa de telemedicina. 

A Mais Laudo é uma dessas empresas que oferece o serviço de laudo de eletroencefalograma a distância. Sendo assim, quando as imagens do EEG forem anexadas em nossa plataforma, elas serão direcionadas para o médico especialista, que no caso é um neurologista. 

Este por sua vez fará a interpretação do exame e disponibilizará o resultado do laudo neurológico novamente na plataforma em até 24 horas. 

E aí, ficou convencido em adotar o exame de eletroencefalograma digital em sua clínica médica? Então lá vai mais uma dica: adquira aparelhos através do comodato de telemedicina. Assim, você economiza na compra desses equipamentos e ainda aproveita todas as vantagens do exame da telemedicina. 

Leia aqui mais sobre o assunto. 

 

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Mamografia digital: como funciona e quais suas vantagens

A mamografia digital é uma evolução tecnológica que traz benefícios clínicos, assistenciais e econômicos para os gestores de uma clínica. Essa técnica promove melhorias nas imagens, detecção detalhada das nuances patológicas e rapidez no diagnóstico. Além disso, a realização do exame tende a ser mais rápida se comparada à versão tradicional, o que pode ampliar […]
LEIA MAIS

Eletroencefalograma: mais informações sobre como realizar o exame

O eletroencefalograma (EEG), também conhecido como eletroencefalografia, é o exame que avalia a atividade elétrica do cérebro. O procedimento é feito de forma simples e rápida, no entanto, é necessário alguns cuidados durante o processo para que o resultado não seja afetado. Por isso, reunimos informações importantes sobre como realizar o eletroencefalograma em seus pacientes […]
LEIA MAIS

Qual a diferença entre eletroencefalograma ocupacional e clínico?

Tanto o eletroencefalograma ocupacional quanto o clínico são responsáveis pela avaliação da atividade dos impulsos elétricos do cérebro. Contudo, eles se diferenciam quanto ao seu objetivo diagnóstico. Explicaremos melhor sobre as características de cada um dos exames no texto abaixo. Continue a leitura e tire suas dúvidas sobre o tema.  O que é o eletroencefalograma? […]
LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.