fbpx

Como estabelecer uma cultura organizacional na clínica?

por maislaudo / Há 11 meses

Em plena era da informação e da internet, quando engajamento e participação são estimuladas a todo instante, é fundamental investir na construção de uma cultura organizacional na clínica.

Os modelos de negócio são cada vez mais dinâmicos e o capital humano está em alta, portanto, para se destacar no mercado, é preciso contar com uma equipe envolvida e colaborativa que represente, de verdade, a identidade de sua clínica, com todos os seus valores, símbolos e crenças.

Neste post, elaboramos um passo a passo para você estabelecer uma cultura organizacional  em sua clínica. Acompanhe!

O que é cultura organizacional?

Trata-se de um conceito que envolve a rotina, comportamento, mentalidade e identidade de uma empresa. A cultura organizacional consiste de hábitos, práticas, normas e padrões  que norteiam as ações dos funcionários e as interações entre eles, bem como permitem que se sintam parte da organização.

Qual a importância para uma clínica?

Diante da competitividade do mercado, uma clínica com cultura organizacional bem arraigada apresenta diferenciais, como uma identidade fortalecida e uma marca sólida.

Entretanto, os benefícios da cultura organizacional na clínica vão além. São eles:

Engajamento

Funcionários que se identificam com a missão e visão da clínica se tornam mais participativos. Uma cultura organizacional agregadora promove motivação além do salário e dos benefícios.

Satisfação dos colaboradores

A sensação de pertencimento à instituição, reconhecimento e orgulho da qualidade dos serviços prestados, além do crescimento pessoal e profissional e admiração pela equipe e superiores, estão entre os principais fatores relatados por profissionais da área de saúde.

Produtividade

Colaboradores felizes e motivados são, sem dúvida, muito mais produtivos. Além disso, uma cultura organizacional efetiva envolve uma comunicação clara e transparente, o que torna os processos de trabalho mais organizados e eficientes.

Retenção

Uma das maiores razões da busca por recolocação profissional é a insatisfação com o ambiente de trabalho. Funcionários que se identificam com os valores da empresa e estão realizados com o trabalho que executam tendem a permanecer mais tempo na clínica, aumentando a retenção de talentos e possibilitando o aprimoramento da equipe.

Como implementar uma cultura organizacional na clínica?

Assim como qualquer processo que envolva toda a organização, a implementação de uma cultura organizacional envolve diversas etapas, no sentido de englobar todos os setores da empresa.

São elas:

Diagnóstico inicial

Nesse ponto, cabe à liderança da clínica mapear todas as informações que descrevam o cenário atual, tais como: estilo de gestão, planejamento estratégico, modelo de liderança, plano de cargos e salários, clima organizacional, códigos de conduta, entre outras.

Para montar esse panorama, é importante colher a opinião de todos os funcionários, o que pode ser feito por meio de grupos focais, questionários ou entrevistas.

Missão, Visão e Valores

A partir do diagnóstico inicial, é hora de definir, ou revisar, a missão, visão e os valores da clínica.

Assim como em qualquer negócio, a missão de uma clínica deve explicitar o que a empresa faz. A visão define onde a empresa quer chegar em um determinado período de tempo, e os valores são os princípios e ideias que guiam a tomada de decisão.

Esses serão os pilares da cultura organizacional, sendo os valores os seus condutores, influenciando, inclusive, as relações com pacientes e fornecedores.

Diretrizes da cultura da empresa

Uma das bases de sucesso de uma cultura organizacional é a transparência e clareza na comunicação com os colaboradores. Afinal, eles serão os responsáveis por vivenciar a cultura na prática e propagar seus princípios e valores.

Um documento, tal qual um Manual de Conduta ou de Boas Práticas pode ser criado, documentando as diretrizes, bem como as orientações para o dia a dia, uma vez que essas práticas definem a cultura adotada, tais como:

  • códigos de vestimenta;
  • política de horários, turnos, atrasos, banco de horas, plantões etc;
  • rituais comemorativos: resultados alcançados, aniversariantes do mês entre outros;
  • normas da ética médica.

Uma cultura organizacional na clínica é capaz de promover um ambiente harmônico e uma equipe engajada, refletindo diretamente na percepção que os pacientes têm da empresa e nos índices de satisfação dos clientes.

Gostou deste artigo? Para saber mais sobre gestão de clínicas, assine a nossa newsletter  e receba nosso conteúdo por e-mail.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

5 dicas para proteger sua clínica da crise

Em tempos de crise econômica muito se fala em corte de gastos para evitar que as empresas entrem “no vermelho”. No setor médico não é diferente, porém para proteger a clínica da crise não basta apenas cortar gastos, mas sim desenvolver uma série de ações preventivas para que a lucratividade não baixe nesse período de […]
LEIA MAIS

5 motivos para terceirizar serviços em uma clínica médica

A necessidade das empresas focarem e investirem em suas principais atividades (atividades-fim), sem que haja perda a qualidade nas atividades secundárias (atividades-meio), fez com que a terceirização de serviços tenha se tornado uma escolha cada vez mais frequente e há muitos anos se mostra vantajosa tanto no cenário nacional quanto internacional. Mesmo sendo uma prática […]
LEIA MAIS

Saiba como automatizar sua clínica e agilizar processos

Entender como automatizar a clínica de saúde envolve estratégias gerenciais e habilidades humanas de seus gestores. O processo deve ser pensado considerando também os recursos financeiros disponíveis. As vantagens do processo de automatização vão desde organização das tarefas clínicas, controle financeiro até a integração das informações dos pacientes.  Por isso, se você ainda não sabe como investir na automatização […]
LEIA MAIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *